Publicado 05 de Março de 2014 - 23h32

Por Agência Estado

Pedro comemora seu gol no Estádio Vicente Calderón

France Press

Pedro comemora seu gol no Estádio Vicente Calderón

Diego Costa passou em branco na sua estreia com a camisa da Espanha, mas os atuais campeões mundiais não decepcionaram a torcida em Madri. Jogando no Estádio Vicente Calderón, o time da casa derrotou a Itália por 1 a 0, graças ao gol de Pedro aos 17 minutos do segundo tempo.

Foi o quarto duelo entre as duas seleções nos últimos dois anos, com boa vantagem dos espanhóis. Ele venceram a final da Eurocopa de 2012 (4 a 0) e eliminaram os italianos na semifinal da Copa das Confederações, nos pênaltis, no ano passado. Neste período, a Itália tem como melhor resultado o empate por 1 a 1 na fase de grupos da Eurocopa.

O amistoso foi precedido de uma homenagem a Luis Aragonés, morto no início de fevereiro. Aragonés foi o responsável por montar a equipe espanhola que encerrou seu jejum de títulos na Eurocopa de 2008 e manteve o caminho de conquistar na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Após a cerimônia, a Itália foi a campo sem Balotelli e De Rossi, lesionados. Pirlo ficou no banco de reservas - entrou depois do intervalo. Entre os titulares, estavam os argentinos Paletta e Osvaldo e o brasileiro Thiago Motta, todos naturalizados italianos.

Do lado espanhol, Piqué e Puyol ficaram de fora. A novidade foi mesmo Diego Costa, brasileiro naturalizado espanhol, que fez sua estreia diante de um público modesto no estádio do seu time, o Atlético de Madrid.

O atacante teve atuação discreta, com pouca participação no famoso toque de bola espanhol. E só levou perigo mesmo aos 35 minutos do segundo tempo, quando recebeu na direita e bateu rasteiro, rente à trave direita de Buffon.

Os melhores lances espanhóis saíam dos pés de Fàbregas, no primeiro tempo, e David Silva, na etapa final. O único gol da partida surgiu com Pedro, aproveitando sobra dentro da área. Ele bateu rasteiro e a bola passou por baixo de Buffon, aos 18 do segundo tempo.

Pela Itália, Cerci, pela direita, e Osvaldo, pelo meio, eram os mais perigosos. O primeiro foi o responsável pela melhor chance dos italianos. Aos 3 minutos de jogo, ele acertou o travessão em cruzamento despretensioso, surpreendendo a defesa espanhola. No rebote, porém, os italianos não aproveitaram a chance.

O amistoso fez parte da preparação das duas seleções para a Copa do Mundo. Atual campeã, a Espanha terá pela frente no Grupo B a Holanda, rival derrotada na final de 2010, o Chile e a Austrália. A Itália terá um desafio ainda mais complicado. No Grupo D, o "da morte", vai enfrentar Inglaterra, Uruguai, ambos campeões mundiais, e Costa Rica.

Escrito por:

Agência Estado