Publicado 01 de Março de 2014 - 7h50

Por Agência Estado

A chuva forte que castigou a X-9 Paulistana não foi suficiente para ofuscar o desfile da escola

France Press

A chuva forte que castigou a X-9 Paulistana não foi suficiente para ofuscar o desfile da escola

Terceira escola a entrar na avenida no carnaval de São Paulo, a X-9 desfila embaixo de chuva forte. O sambódromo se transformou em uma espécie de "piscina" com tanta água que se acumula.

A escola vem enfrentando problemas com a chuva desde o início, pois as luzes de led da comissão de frente se apagaram poucos metros depois da saída da escola. Vice-campeã do carnaval de São Paulo nos últimos dois anos, a Rosas de Ouro destaca em seu desfile os momentos mais importantes do ciclo da vida, passando pela infância, juventude, maturidade até chegar na "melhor idade".

 

Gracyanne diz que X-9 foi muito guerreira

A chuva forte que castigou a X-9 Paulistana não foi suficiente para ofuscar o desfile da escola, de acordo com avaliação de sua rainha de bateria, a modelo Gracyanne Barbosa. "A escola foi muito guerreira, todo mundo dançou o tempo todo" disse, na saída da apresentação.

A agremiação completou o dssfile dentro do tempo regulamentar, cujo limite é de 65 minutos. Na dispersão, a festa continuou embalada pelo canto dos foliões e o batida forte da bateria.

Escrito por:

Agência Estado