Publicado 06 de Março de 2014 - 5h00

Por Delma Medeiros

Cena do espetáculo 'Ô de Casa? Ô de Fora! ou A História do Homem que Pediu uma Folia à Pomba Gira Cigana'

Divulgação

Cena do espetáculo 'Ô de Casa? Ô de Fora! ou A História do Homem que Pediu uma Folia à Pomba Gira Cigana'

Um olhar dramatúrgico sobre o universo da cultura popular brasileira é a proposta do espetáculo 'Ô de Casa? Ô de Fora! ou A História do Homem que Pediu uma Folia à Pomba Gira Cigana', que faz temporada de estreia em pontos distintos da cidade. Solo de Daniel Santos Costa, com direção de Gracia Navarro, o espetáculo mescla teatro, dança, música e artes visuais. A montagem é resultado da tese de mestrado de Costa e tem patrocínio do Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (Ficc).

 

“O processo consistiu numa investigação sobre a cultura popular brasileira para criar uma dramaturgia da cena contemporânea. Traz também elementos autobiográficos”, explica Costa.

 

“O espetáculo se dá na encruzilhada da realidade com a ficção na vida de um homem que transita entre os afazeres do seu cotidiano e o passado que se faz presente na memória de situações da casa da família e para fora dela”, diz o ator e bailarino. A dramaturgia é uma coautoria de Costa e Gracia, com colaboração de Isa Kopelman. A trilha sonora traz criações dos músicos Inácio Berra e João Arruda. Costa explica que se trata de espetáculo solo, mas que conta com a participação de atores convidados no prólogo de abertura.

 

Serviço

 

'Ô de Casa? Ô de Fora! ou A História do Homem que Pediu uma Folia à Pomba Gira Cigana' - Temporada em Campinas

Até domingo (9), às 20h, no Centro Cultural Casarão (Rua Maria R. S. Reginato, s/n - Terras do Barão - Barão Geraldo, fone: 19 3287-6800)

 

De 12 a 15/3, às 20h, no Museu da Imagem e do Som - MIS (Rua General Osório, 859, Centro, fone: 19 3733-8800)

 

Dias 20 e 21/3, às 20h, no Centro Cultural Maria Monteiro (Av. Cardeal D. Agnelo Rossi, s/n - Vila Padre Anchieta, fone: 19 3781-0382)

l Quanto: Entrada franca

Escrito por:

Delma Medeiros