Publicado 05 de Março de 2014 - 8h05

Simpatia: nota...

Nada mais apropriado para quem pretende disputar a eleição deste ano que as festas que atraem multidões no Brasil. O Carnaval foi um deleite para aqueles que conseguiram construir palanques, desfilar entre os eleitores e sair bem na foto. Enquanto a presidente Dilma Rousseff descansava na Base Naval de Aratu, em Salvador, seus prováveis rivais nas urnas, em suas caminhadas carnavalescas, estavam com a língua afiada para atacar a petista e não economizaram no samba.

...10!

O senador pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, assistiu ao desfile da escola de samba Beija-Flor. O tucano aproveitou para criticar as obras de infraestrutura para a Copa e os investimentos em Segurança no País. Do outro lado, o governador de Pernambuco, também pré-candidato, Eduardo Campos (PSB), tem apostado em suas andanças no discurso pela renovação para tentar ganhar a simpatia dos eleitores.

Enquanto isso...

Em Campinas, o prefeito Jonas Donizette (PSB) só apareceu no sambódromo da Estrada dos Amarais ontem, último dia de festa. Antes dele, o vice, Henrique Magalhães Teixeira (PSDB), e secretários, deram o ar da graça na avenida.

Triste desfecho

O Carnaval que vinha bem em Campinas teve um dia catastrófico ontem. Barão Geraldo foi palco de um cenário de guerra após um grupo iniciar a depredação do comércio na madrugada. Na manhã de ontem, ninguém da Prefeitura parecia ter a dimensão exata do que ocorreu por lá, já que até a Tropa de Choque foi chamada no local.

Picada de abelha

Alguns integrantes do governo chegaram a dizer em entrevistas na cidade que tudo estava tão calmo, mas tão calmo, que o único registro mais intenso do qual se teve notícia na cidade foi uma picada de abelha. Só que a coisa não foi nada tranquila assim...

Tudo mudou

Até tomar conhecimento dos fatos ocorridos em Barão Geraldo, o governo passou a ver o episódio com mais atenção e informou que iria acompanhar os desdobramentos do caso. A Prefeitura vê o Carnaval em Barão como a segunda maior festa da cidade. No meio do dia, o Executivo decidiu chamar uma reunião de emergência para decidir o que fazer sobre o assunto.

Aproveitou

Mesmo com a informação de que o Carnaval em Barão Geraldo não é de responsabilidade da Prefeitura, o secretário de Cultura, Ney Carrasco, praticamente não saiu de lá e soltou que, por ele, curtiria só no distrito, em vez de comparecer nos Amarais.

Que coisa feia!

O vereador de Artur Nogueira Valdecir Martins, o Mineirinho (PSB), não deu bons exemplos nesse Carnaval. Ele foi autuado por embriaguez ao volante na Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332). O parlamentar foi liberado depois que a ocorrência foi registrada. A polícia não informou qual a quantidade de álcool que o vereador ingeriu.

Homenagem

Se estivesse vivo, o prefeito de Campinas Antonio da Costa Santos, o Toninho do PT, teria completado ontem 62 anos. O petista foi assassinado em 2001 quando saía do Shopping Iguatemi. Até hoje a família cobra a solução do crime. A viúva Roseana Garcia postou em sua página na rede social uma homenagem com uma foto da família. Roseana batalha pela elucidação do caso. Para a família, a morte teve motivação política e foi a mando do crime organizado, mas a polícia afirma que essa hipótese não apareceu no inquérito e trata o caso como crime comum.

COLABOROU CECÍLIA POLYCARPO/AAN