Publicado 05 de Março de 2014 - 17h56

Jornalista Celso Mazzieri, de São Paulo, estava desaparecido desde a noite de sexta-feira (28)

Reprodução/Arquivo Pessoal

Jornalista Celso Mazzieri, de São Paulo, estava desaparecido desde a noite de sexta-feira (28)

A Polícia Militar de Sorocaba encontrou, na tarde desta quarta-feira (5), o corpo do jornalista Celso Mazzieri, de 45 anos, funcionário de uma emissora de TV de São Paulo, que desapareceu no sábado (1º).

De acordo com o Deinter 7, dois adolescentes, um deles de 17 anos, assassinaram o jornalista. O menor de 17 anos havia sido namorado de Mazzieri, brigaram e se encontrariam para reatar o romance.

O jornalista foi até Porto Feliz, na região de Sorocaba, na sexta-feira (28) para encontrar-se com o menor. Ele mora na cidade, mas acabou adiando a viagem porque disse querer ir a um baile funk.

Mazzieri concordou em levar o adolescente e outros três amigos de 15, 16 e 17 anos ao baile na zona norte de Sorocaba. No caminho, o menor que fora namorado do jornalista o enforcou com uma corda.

Celso Mazzieri só teve tempo de frear. Sem ter certeza se ele havia morrido mesmo, os menores amarraram as mãos dele e o deixaram em um canavial. De lá, foram para o baile na volta abandonaram o carro.

O Citroën foi deixado no bairro Engenho d’Água, próximo à fazenda Capoava, zona rural de Porto Feliz, onde os menores moram. O corpo foi encontrado no bairro Bom Retiro próximo ao local.

Eles disseram que o jornalista havia prometido participação em comerciais de TV e não cumpriu. Esse também seria o motivo do rompimento do romance do menor e ele, que já durava cinco meses.