Publicado 05 de Março de 2014 - 21h13

Cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois de sua morte por crucificação

Edu Fortes/AAN

Cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois de sua morte por crucificação

Dezenas de fiéis acompanharam nesta quarta-feira a realização da Missa de Cinzas na Catedral Metropolitana de Campinas.

A cerimônia marca o início da Quaresma, período em que os católicos preparam-se para a Páscoa, a maior festa do cristianismo. Os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois de sua morte por crucificação.

Na missa, as cinzas, abençoadas com água benta, são colocadas em forma de cruz na testa dos fiéis.

As cinzas simbolizam a morte e lembram aos católicos do dever da conversão e da mudança de vida. Os cristãos são chamados a jejuar e a refletir neste período.

Campanha da Fraternidade

A data também celebra o início da Campanha da Fraternidade, cujo tema esse ano é “Fraternidade e o Tráfico de Humanos”.

“O objetivo é a preparação para um dos tempos mais fortes da Igreja, o tempo da Páscoa”, afirmou o padre Rogério de Andrade Penha, que celebrou a missa na parte da manhã.

O religioso acredita que a data é importante, pois é o momento da Igreja onde os fiéis refletem com mais força o tema da campanha e sobre o valor do ser humano, que está cada vez mais “desvalorizado”. À tarde, a cerimônia foi conduzida pelo arcebispo dom Airton José dos Santos.

 

“Hoje é o começo de uma vida, de alguém que veio para nos resgatar de todos os males, daqueles tempos e que hoje continuamos a passar, mas sabemos que veio alguém libertar-nos”, disse a aposentada Menaide da Silva, de 67 anos.

Para o aposentado Luis Delfino, de 74 anos, a missa é importante pois marca a passagem para os 40 dias até a Páscoa.

“É uma preparação para vivermos em paz, com felicidade e amor ao próximo”, afirmou. A Páscoa será no dia 20 de abril.