Publicado 18 de Março de 2014 - 8h41

A escritora britânica Agatha Christie

Divugação

A escritora britânica Agatha Christie

Foto: Divugação.

A escritora britânica Agatha Christie

A escritora britânica Agatha Christie

A rede britânica BBC encomendou a adaptação de três histórias da escritora Agatha Christie para a televisão, segundo o site da revista Variety. O Caso dos Dez Negrinhos, O Inimigo Secreto e M ou N? serão transformadas em séries para comemorar o 125º aniversário do nascimento da autora, em 2015. Agatha é uma das romancistas mais vendida de todos os tempos e seus livros foram traduzidos para mais de 50 idiomas.

Em O Caso dos Dez Negrinhos, que vendeu mais de 100 milhões de cópias no mundo, dez estranhos são abandonados em uma ilha e, um a um, começam a morrer. A história será adaptada por Sarah Phelps, conhecida pelos roteiros das séries Great Expectations e The Crimson Field. A estreia está prevista para o Natal de 2015.

Já a segunda série, Partners in Crime (Parceiros no Crime, em tradução direta), será baseada nos outros dois romances de Agatha, O Inimigo Secreto e M ou N?, que contam a história de uma dupla que combate o crime formada por Tommy e Tuppence. A adaptação fica por conta de Zinnie Harris e Claire Wilson. O seriado tem estreia prevista para o segundo semestre de 2015.

Foto: Reprodução.

Agatha Christie já inspirou história da Turma da Mônica

Agatha Christie já inspirou história da Turma da Mônica

A ligação literária entre Agatha e o Brasil 

A escritora britânica já inspirou até Maurício de Sousa, nos quadrinhos da Turma da Mônica. Em 1988, o autor escreveu uma história chamada O caso dos 10 porquinhos, publicada na revista ‘Cascão nº 42′. Na história, a Turma da Mônica começa avisando que um suspense e mistério estava ocorrendo em uma terrível festinha de aniversário. Eram dez convidados no aniversário de Cascão que, de surpresa, recebe 10 estatuetas de porquinhos de presente dos amigos. A partir de então, um a um, os convidados vão desaparecendo da comemoração ao mesmo tempo em que os porquinhos também somem. Quando Cascão comenta com Franjinha o que está acontecendo, o amigo lembra de um livro que leu, com a diferença que a cada estátua que sumia, uma pessoa era assassinada. Franjinha estava falando, é claro, de O caso dos dez negrinhos.