Publicado 20 de Fevereiro de 2014 - 9h44

Por Agência Estado

De cabeça, Alemão marcou o segundo gol da Ponte contra o São Paulo

Edu Fortes/AAN

De cabeça, Alemão marcou o segundo gol da Ponte contra o São Paulo

O São Paulo vinha em situação relativamente confortável no Grupo A do Campeonato Paulista até empatar com a Portuguesa, no Morumbi, no último sábado, e perder a liderança para o Penapolense. Se quiser continuar deitando a cabeça no travesseiro sem maiores percalços, precisa ir a São Bernardo do Campo, contra o São Bernardo, às 21 horas, pela nona rodada, e fazer o que ainda não conseguiu no ano: vencer um jogo fora.

Nas três vezes que deixou o seu estádio, o São Paulo voltou com derrotas e tentativas de explicações para os desempenhos irregulares. Até então o pífio desempenho como visitante era compensado pelos 100% de aproveitamento em casa, mas o tropeço no fim de semana põe o elenco em alerta, já que passar sufoco para garantir vaga para a próxima fase não está nos planos de ninguém. “Somos o time grande do grupo e estamos sendo cobrados por isso. Temos respeito com outras equipes, mas sabemos que precisamos ficar em primeiro”, resumiu o zagueiro Antonio Carlos.

Os insucessos fora têm incomodado também o técnico Muricy Ramalho, que reclama especialmente da desatenção dos jogadores em momentos cruciais. "A obrigação é ganhar sempre, no treino, dentro e fora de casa. Se quisermos o título, temos de ganhar fora também. No mata-mata, teremos de jogar fora”, disse.

Apesar das falhas de marcação e das oscilações nos jogos, o treinador não mudará a estrutura da equipe para o duelo. Desta forma, o desenho tático será basicamente o mesmo da partida contra a Portuguesa; Pabon ficará recuado para auxiliar Paulo Henrique Ganso na armação e Luis Fabiano deve ter a companhia de Ademilson para finalizar as jogadas, mas o garoto Ewandro pode aparecer como surpresa.

A aposta do treinador é de que a repetição do esquema fará a equipe evoluir e chegar com mais facilidade ao gol do adversário. “É uma questão de ajuste do time. Daqui a pouco o time encaixa e começa a ter os resultados, porque precisamos mudar isso”, emendou o treinador.

Se o esquema se mantém, algumas peças devem ser movidas. O lateral-esquerdo uruguaio Alvaro Pereira e Rodrigo Caio estão de volta à equipe, mas o segundo deve voltar a ocupar a posição de volante no lugar de Wellington, suspenso.

Escrito por:

Agência Estado