Publicado 22 de Fevereiro de 2014 - 15h23

Por Paulo Santana

Torcida da Ponte dá seu apoio ao time

Cedoc/RAC

Torcida da Ponte dá seu apoio ao time

A Ponte Preta venceu o Penapolense, por 2 a 1, de virada, na tarde deste sábado (22), no Estádio Tenente Carriço, em Penápolis, e se firmou na vice-liderança do Grupo C do Campeonato Paulista. Com 18 pontos ganhos e seis vitórias, já não pode mais ser superada pelo São Bernardo, que, neste domingo (23), encara o Linense, fora de casa. O time do ABC tem 15 pontos e, mesmo que vença, chegará à quinta vitória e seguirá em 3º pelos critérios de desempate. Douglas Tanque marcou no primeiro tempo, mas Cesar e Antônio Flávio garantiram os três pontos para a Macaca na etapa final.

Agora, a Ponte tem uma semana de preparação para enfrentar o Oeste, em Campinas, sábado (1), às 18h30. Para este jogo, o treinador Vadão não poderá contar com o volante Bruno Silva, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Em compensação, terá a volta do atacante Alemão, liberado de suspensão.

O jogo deste sábado teve dois tempos distintos. No primeiro, o Penapolense tomou conta e levou perigo principalmente pelos lados. Os atacantes Alex Créu e Douglas Tanque eram bem acionados por Guaru. Eles tiraram proveito dos espaços oferecidos pela Ponte, que não fazia uma boa cobertura dos laterais e deixava os zagueiros Cesar e Diego Sacoman expostos.

As tentativas do time campineiro eram em chutes de longa distância, facilmente defendidos por Samuel. Aos 8', Guaru fez boa jogada pelo meio e deixou Douglas Tanque livre para fazer o primeiro gol. O atacante se livrou da marcação e tocou no contrapé de Roberto. A bola entrou no cantinho: 1 a 0.

A Ponte buscou o empate e quase conseguiu, aos 14', quando Magal tentou cruzamento. Ele errou e quase marcou um golaço. A bola caiu de repente e acertou o travessão de Samuel. Aos 17', em boa jogada pelo meio, Ferrugem deixou para Ademir, que rolou para Magal na esquerda.

O lateral encheu o pé e o goleiro fez grande defesa.

O time da casa quase ampliou aos 24', quando Douglas Tanque aplicou uma meia-lua em Diego Sacoman e ficou de cara para o goleiro. Chutou e Roberto defendeu com o pé esquerdo. Alex Créu teve a sua vez, aos 27', num chute forte que Roberto salvou.

O segundo tempo foi todo da Macaca, principalmente, depois das mudanças feitas pelo técnico Vadão. Aos 19', Antônio Flávio bateu escanteio curto para Bida. O meia levantou na área e Cesar subiu mais que os zagueiros para marcar e deixar tudo igual: 1 a 1.

A virada não demorou. Aos 23', Ferrugem lançou para Ademir na direita. O atacante chegou ao fundo do campo e cruzou para Antônio Flávio completar de cabeça, do meio da área: 2 a 1. Daí em diante, a Ponte soube segurar o jogo até o apito final para confirmar a sua ascensão no Campeonato Paulista.

Escrito por:

Paulo Santana