Publicado 19 de Fevereiro de 2014 - 18h56

Por Paulo Santana

Torcida da Macaca acompanha a equipe

Cedoc/RAC

Torcida da Macaca acompanha a equipe

Na noite em que estreou o uniforme retrô em homenagem ao período de fundação do clube, a Ponte Preta tomou sufoco, mas saiu de campo comemorando a vitória sobre o Linense, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (19), no Estádio Moisés Lucarelli. Em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Paulista, a Macaca interrompeu a série de duas derrotas e reassumiu a vice-liderança do Grupo C, na zona de classificação para as quartas de final, com 15 pontos ganhos. O gol foi marcado pelo volante Bruno Silva em jogada ensaiada durante os treinos.

A Macaca dominou o jogo no primeiro tempo, mas levou enorme sufoco nos 15 minutos finais. Bem posicionado em campo, o time campineiro tomou as iniciativas de ataque e levou perigo, principalmente, pelo lado esquerdo, com Magal e Silvinho, na etapa inicial. Aos 5’, em descida pela direita, Silvinho recebeu no meio e bateu de fora da área. A bola acertou o travessão depois de desviar no zagueiro. Logo depois, aos 8’, Ferrugem bateu de longe e quase surpreendeu o goleiro num chute à meia-altura.

O gol estava amadurecendo quando Adrianinho limpou a jogada pelo meio e arriscou de fora da área. O perigo passou perto. Mas, aos 30’, não teve jeito. Adrianinho bateu escanteio da direita, Bruno Silva subiu mais que os zagueiros e marcou de cabeça: 1 a 0. Esta jogada foi exaustivamente treinada na véspera da partida pelo técnico Vadão e deu certo na prática.

Em desvantagem, o Linense finalmente decidiu sair de seu campo defensivo. Aos 35’, Rodrigo Tiuí dominou quase na linha da grande área e bateu tentando acertar o canto esquerdo. Roberto só acompanhou a saída pela linha de fundo. Aos 41’, Fernandinho ficou livre na área, mas foi desarmado no momento certo por Diego Sacoman.

O segundo tempo começou com o Linense saindo mais para o jogo. Aos 11’, Cesar e Roberto evitaram o empate. Na batida de falta, Nikão finalizou mal, a bola sobrou para Fernandinho, que bateu de dentro da área. Cesar salvou em cima da linha do gol. Na volta, Fernando tentou de cabeça e Roberto rebateu o perigo.

O ritmo caiu e os dois times passaram a trocar passes na intermediária. Aos 33’, a Ponte conseguiu chegar com relativo perigo. Adrianinho fez belo passe para Magal, que cruzou na área. Silvinho cabeceou para fora. Dois minutos depois, Adrianinho fez um lançamento de craque e achou Magal livre na esquerda. O lateral cruzou na medida e Bruno Silva cabeceou. A bola acertou a trave de Anderson, que estava batido no lance.

Aos 41’, Diego Sacoman fez falta praticamente em cima da linha da grande área. Com o time todo na barreira, Diniz bateu rasteiro e a defesa aliviou o perigo depois de bate-rebate. O atacante Oliveira quase empatou aos 47’. Ele invadiu a área pela direita e bateu cruzado. Roberto salvou de novo.

Escrito por:

Paulo Santana