Publicado 20 de Fevereiro de 2014 - 0h34

Por Agência Estado

Palmeirenses vibram com o gol marcado por Alan kardec aos 42 minutos do segundo tempo

Marcos Bezerra/AE

Palmeirenses vibram com o gol marcado por Alan kardec aos 42 minutos do segundo tempo

Se for gol que Alan Kardec precisa fazer para chegar à seleção brasileira, então a chance de ele ganhar uma oportunidade com Luiz Felipe Scolari só cresce. Nesta quarta-feira (19), o Palmeiras teve uma atuação apagada, mas o centroavante voltou a marcar para, aos 42 minutos do segundo tempo, dar a vitória por 1 a 0 sobre o Ituano, no Pacaembu, quando a equipe da casa já tinha um jogador a mais em campo. Nos acréscimos, ele também foi expulso.

Para o Palmeiras, o resultado significa a volta às vitórias após empates com Audax e Corinthians e a manutenção de uma invencibilidade de nove rodadas no Paulistão - são sete vitórias e dois empates. Já o Ituano perdeu uma série de seis jogos sem derrota e três vitórias seguidas.

O JOGO - Com Valdivia, Wesley e Wellington poupados, o Palmeiras entrou em campo com França entre os titulares e Josimar fazendo seu primeiro jogo pelo clube. Na frente, Diogo recebeu uma chance. Mas a falta da dupla de meio-campo acabou falando alto e a equipe ficou sem mobilidade e criatividade.

Chance de gol no primeiro tempo, só num cabeceio de Lúcio, que Vagner pegou. O jogo já estava parado por impedimento. O zagueiro, depois, cometeria erro crasso após um chutão do goleiro. Cristian, ex-Palmeiras, ficou cara a cara com Fernando Prass, chutou forte, mas o palmeirense fez uma grande defesa.

Adicione a isso um chute de longe de Mazinho e o primeiro tempo não passou dessas chances. Alan Kardec sequer viu a cor da bola. Para que o panorama mudasse depois do intervalo, Marquinhos Gabriel voltou no lugar de Mazinho.

Já no primeiro minuto, Kardec serviu de garçom para a passagem de Juninho, que chutou forte para Vagner salvar. Segundos depois, no complemento da cobrança de escanteio, Lúcio chutou à queima-roupa e o goleiro novamente se saiu muito bem para defender.

Parecia que o Palmeiras seria outro no segundo tempo, mas o jogo voltou a ficar morno, com raros lances de emoção. Destaque para um chute de Lúcio, que Vagner pegou, e para uma reposição de bola errada do goleiro, que se recuperou a tempo de pegar a tentativa de Juninho.

Aos 33, Dener fez falta em Bruno Cesar (que havia entrado aos 26 para estrear) e, como já tinha amarelo, foi expulso. Mesmo com um a menos, o Ituano teve a melhor chance do jogo até então, com Jean Carlos. Mas ele tentou uma cavadinha para encobrir Fernando Prass e recuou a bola para o goleiro.

Como tudo parecia levar a um empate, o Palmeiras marcou. Juninho cruzou da esquerda e Alan Kardec estava no segundo pau para chutar forte e fazer o quinto dele no Paulistão. Depois, nos acréscimos, o atacante se enroscou com Jackson Caucaia e os dois foram expulsos.

Assim, Kardec é desfalque para pegar o Botafogo, domingo (23), em Ribeirão Preto. Com 23 pontos, o Palmeiras lidera o Grupo D com oito de folga para o Rio Claro. Já o Ituano, que continua com 15 pontos, segue em segundo no Grupo B exatamente atrás do Botafogo que tem 16. Sábado (22), o rival é o Mogi Mirim, fora de casa.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 0 ITUANO

PALMEIRAS - Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; França (Eguren), Josimar (Bruno César), Mazinho (Marquinhos Gabriel) e Mendieta; Diogo e Alan Kardec. Técnico - Gilson Kleina.

ITUANO - Vagner; Dick, Alemão, Anderson Sales e Dener; Josa, Paulinho (Gercimar), Jackson Caucaia e Cristian (Jean Carlos); Esquerdinha e Rafael Silva (Tulio Renam). Técnico - Doriva.

GOL - Alan Kardec, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilson Luiz Seneme.

CARTÕES AMARELOS - França, Dick e Josa.

CARTÕES VERMELHOS - Alan Kardec, Dener e Jackson Caucaia.

RENDA - R$ 230.362,50.

PÚBLICO - 6.420 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Escrito por:

Agência Estado