Publicado 20 de Fevereiro de 2014 - 10h08

Por Agência Estado

Torcedores do Corinthians invadiram o CT Joaquim grava no último sábado (2) e causaram pânico

Mauro Horita/AE

Torcedores do Corinthians invadiram o CT Joaquim grava no último sábado (2) e causaram pânico

A Polícia Civil de São Paulo está cumprindo nesta quinta-feira mandados de prisão de cinco torcedores corintianos que teriam sido identificados como algumas das mais de cem pessoas que invadiram o CT do Corinthians, no dia 1º de fevereiro, para protestar contra a má fase do time. Segundo informações da TV Globo, a ação policial começou já na madrugada, com a busca pelos suspeitos.

Além da prisão dos suspeitos, os policiais também cumprem nesta quinta-feira seis mandados de busca e apreensão nas sedes de algumas torcidas organizadas do Corinthians. Até agora, não foi feito nenhum balanço oficial da operação, mas alguns torcedores já começaram a ser levados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na região central de São Paulo.

Na invasão ao CT, um grupo de torcedores foi ao local para protestar contra a má fase corintiana, aterrorizando jogadores e funcionários do clube. Foram denunciadas agressões e até roubos. Depois disso, o elenco chegou a ameaçar não jogar, mas acabou entrando em campo normalmente - o Sindicato dos Atletas ainda tentou articular uma greve no Paulistão, sem sucesso.

Para ajudar nas investigações, o Corinthians entregou para a polícia imagens feitas pelo circuito interno de tevê do CT Joaquim Grava. Com base nesses registros, além de fotos feitas pela imprensa e do depoimento de testemunhas, a polícia conseguiu identificar alguns suspeitos da invasão. Segundo a TV Globo, 20 torcedores já teriam sido identificados até agora.

Escrito por:

Agência Estado