Publicado 21 de Fevereiro de 2014 - 5h30

n nA procuradoria da Audiência Nacional, principal instância penal espanhola, pediu a abertura de uma investigação do Barcelona por suposto crime fiscal na contratação do atacante brasileiro Neymar, informou uma fonte judicial. Em um documento de 17 de fevereiro, a procuradoria calcula a suposta fraude tributária em 9,1 milhões de euros, segundo a mesma fonte. O Barcelona nega que tenha fraudado a negociação. (FP)