Publicado 19 de Fevereiro de 2014 - 5h30

Forte candidato ao título do Campeonato Inglês, o Manchester City conheceu, ontem, a força do favorito a vencer o Espanhol. Com direito a um gol de Messi de pênalti e outro de Daniel Alves, já no fim, os catalães venceram por 2 a 0, na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, e deram grande passo para chegar às quartas. A volta é em 12 de março, no Camp Nou.

O Manchester City entrou em campo tentando pressionar a saída de bola do Barcelona. O time visitante logo encontrou formas de se livrar do sufoco tanto que, com 15 minutos de jogo, tinha quase 75% da posse bola. Com o passar do tempo, os ingleses até conseguiram equilibrar a partida, mas a primeira etapa acabou sem nenhuma emoção. Do lado do Barça, risco só em um chute de Xavi que Hart pegou em dois tempos.

O segundo tempo poderia ter seguido pelo mesmo caminho, mas, aos 7’, a zaga do Manchester City deu bobeira e Messi recebeu para sair cara a cara com Hart. Demichelis, desatento, ainda tentou fazer a falta fora da área para parar a jogar. O árbitro, porém, entendeu que o carrinho pegou o jogador do Barcelona dentro da área e deu pênalti. Ainda expulsou o zagueiro, com razão. Messi foi para a cobrança e mandou no meio do gol. Sem muito alarde, marcou pela sexta vez nos últimos cinco jogos.

Atrás no placar, o Manchester City foi para o tudo ou nada com um a menos, mas sem sucesso. Aos 22’, Daniel Alves tabelou com Sánchez, saiu na cara de Hart, mas não foi dessa vez que ele marcou. O chute, rasteiro, acertou o pé da trave.

O gol foi aos 44’. Desta vez a tabela foi com Neymar, substituto do chileno. O lateral recebeu na área já dominando para frente, tirou do marcador e mandou no meio das pernas do goleiro. Na comemoração, dançou, mostrando que não deu bola à polêmica do fim de semana — Neymar comemorou dançando o gol que fez na sua volta e o gesto foi interpretado por alguns espanhóis como provocação ao Rayo Vallecano, adversário da ocasião.

Goleada

O Paris Saint-Germain já está praticamente garantido nas quartas de final da Liga. Na abertura do confronto contra o Bayer Leverkusen, o time conseguiu uma vitória ontem por 4 a 0, na Alemanha, e ficou em situação confortável para o jogo de volta, no dia 12 de março, na capital francesa. O destaque do PSG, como sempre, foi o atacante sueco Ibrahimovic. Ele marcou duas vezes, sendo uma de pênalti e outra em um chute espetacular de fora da área. Os franceses Matiudi e Cabaye fizeram os outros gols. (Da Agência Estado)

Bayern tenta confirmar o favoritismo contra Arsenal

O defensor do título da Liga dos Campeões entrará em campo hoje. Em Londres, pela rodada de ida das oitavas de final, o Bayern de Munique enfrentará o Arsenal, às 16h45 (ESPN Brasil). Embora seu time esteja em ótima fase, liderando o Campeonato Alemão com 16 pontos de vantagem sobre o Bayer Leverkusen, o técnico Pep Guardiola disse esperar um jogo complicado.

"Nunca consegui ganhar aqui dirigindo o Barcelona e aprendi que é impossível dominar o Arsenal o tempo todo", afirmou o espanhol, que não poderá contar com o meia francês Ribéry, machucado. O alemão Mario Götze jogará pelo lado esquerdo.

Arsenal e Bayern repetem o confronto da mesma fase na competição da temporada passada. Na ocasião, o time alemão dominou o jogo de ida, em Londres, e ganhou por 3 a 1. O que não esperava era a reação dos ingleses na volta, na Alemanha. O Arsenal venceu por 2 a 0 e só não se classificou por ter marcado menos gols como visitante.

No outro jogo de hoje, o técnico holandês Clarence Seedorf exibiu otimismo ao projetar o jogo que o Milan disputará contra o Atlético de Madrid, no estádio San Siro, em Milão, às 16h45 (Band). O comandante disse que está prevendo uma "grande noite".

"A equipe chega muito bem contra um rival que também está muito bem. Há muitas motivações além dessa em uma noite especial no San Siro. O Atlético é respeitado, é uma equipe forte, mas tem deficiências que tentaremos aproveitar”, disse. (AE)

9

Marcou Ibrahimovic nos últimos cinco jogos da Liga dos Campeões que disputou.