Publicado 28 de Fevereiro de 2014 - 15h40

Por willians Menani

O jornalista Hélton Souza tinha 28 anos

Divulgação

O jornalista Hélton Souza tinha 28 anos

Foi enterrado na manhã desta sexta-feira (28), em Pedranópolis, o corpo do jornalista Hélton Souza, de 28 anos. Ele foi encontrado morto na manhã da última quinta-feira (27) em um galpão do recinto de exposições da cidade de Valentim Gentil, região de São José do Rio Preto.

A vítima foi enforcada com a própria camiseta. Inicialmente a polícia trabalhava com a hipótese de latrocínio que, já foi descartada. As investigações agora trabalham com a hipótese de homicídio. Um laudo que deve apontar as causas da morte ficará pronto em 30 dias.

O corpo do jornalista foi encontrado por dois pedreiros que trabalhavam em uma obra dentro do recinto. Ele estava de barriga para cima, com uma parte da camiseta dentro da boca e a outra enrolada no pescoço. Apresentava ferimentos na virilha e também na barriga.

O carro do jornalista foi localizado a 3 km do local do crime. O notebook, assim como a carteira, o aparelho de som e os dois celulares do jornalista, não foram encontrados.

Hélton estava desaparecido desde a noite da última quarta-feira (26). Segundo familiares, ele teria saído por volta das 18h para ir à academia e não voltou mais. As investigações já apontam que ele não foi à academia neste dia.

O jornalista era natural de Pedranópolis e atualmente atuava como assessor de imprensa da Santa Casa de Fernandópolis. Até setembro de 2013, ele trabalhava como repórter policial do jornal Folha da Região, de Araçatuba.

Escrito por:

willians Menani