Publicado 28 de Fevereiro de 2014 - 9h05

Por Da redação

Rebanhão será no ginásio municipal de esportes a partir deste sábado

Antonio Trivelin/Gazeta de Piracicaba

Rebanhão será no ginásio municipal de esportes a partir deste sábado

O 22° Rebanhão da Renovação Carismática Católica da Diocese de Piracicaba acontecerá de sábado a terça-feira, no Ginásio Municipal de Esportes Waldemar Blatkauskas. Durante os quatro dias, serão realizadas atividades que envolvem dança, música, teatro, além de missas, pregações e shows. A entrada é gratuita e não requer inscrição antecipada.

A chegada dos grupos está marcada para as 17h do sábado. O evento segue até as 23h30, com shows, apresentações e missa.

No domingo, as atividades começam às 7h, com café da manhã, orações, pregação com o padre Marlon, da comunidade Sede Santos. As atividades continuam até as 23h30.

Na segunda-feira de Carnaval, a programação também tem início às 7h e termina às 23h30.

Na terça-feira, a atração principal será o padre Eliano, da Comunidade Canção Nova, que é piracicabano, e hoje pertence à Diocese de Lorena. Ele fará pregação em três horários: às 8h30, 10h45, 13h e 15h10.

Na terça as atividades também têm início às 7h.

Rosemar Aparecida Silveira Leite, responsável pela divulgação do evento, explica que o Rebanhão é um Carnaval voltado para o lado religioso, com louvores, missa, dança, teatro e shows à noite.

"No sábado e no domingo, geralmente, temos um público maior, que deve chegar a 2.500 pessoas por dia. Na segunda, cai um pouco, e na terça se repete esse número", informa Rosemar. "O objetivo é trazer o povo para que tenha um encontro pessoal com Cristo e promover a evangelização".

Para as crianças que quiserem participar vai acontecer o Rebainho, no domingo e na terça-feira, das 8h às 18h.

Eu vou

Bruno Mengatto tem 19 anos e frequenta o Rebanhão desde que nasceu. "Meus pais já participavam. Inclusive eles começaram a namorar em um Rebanhão", conta. Como todas as crianças, Bruno começou a participar do Rebainho. "Lá tive um encontro com Deus e, mais ou menos aos 11 anos, senti que deveria ficar na Renovação", disse.

Passou para o Rebanhão e, em 2009, começou a tocar com o pai, no Ministério Essência de Deus. Este ano eles tocam dois dias: domingo e segunda-feira. Bruno garante que não sente falta do Carnaval convencional.

"Você vai pra lá, dança, bebe e não tem aquele algo a mais, uma coisa que não dá para explicar. No Rebanhão tem as coisas que têm lá fora, mas é melhor, você dança, pula, conversa com os amigos, é a mesma coisa que um Carnaval de rua, mas você não precisa de bebida", compara.

Mikaelen Dilio, 20 anos, participa do evento há 10 anos. Quando criança era levada pela avó e depois decidiu entrar para o Ministério da Dança. Para ela, o Rebanhão é um Carnaval diferente e mais completo.

"O Carnaval (comum) é para farra. O nosso tem diversão, tem dança, música, porém, tem adoração também. São quatro dias de renovação espiritual", afirma ela, que irá durante os quatro dias de evento.

"O mais gostoso, por ser Carnaval, são os shows à noite", diz Mikaelen, que pertence ao grupo Mãe Celeste, sediado na Vila Rezende.

Escrito por:

Da redação