Publicado 27 de Fevereiro de 2014 - 5h00

Por Da redação

A Concessionária Rota das Bandeiras realiza nesta quinta-feira (27), a última etapa da detonação da rocha de 15 mil m³ localizada no km 136 da D. Pedro I, na pista sentido Jacareí, em Campinas. O bloco impede a continuidade da obra de construção das marginais da rodovia.

A explosão continua a ser realizada sempre às 14h, horário em que o fluxo de veículos na rodovia é menor. O trabalho está em fase final. As detonações derradeiras devem acontecer na semana pós-Carnaval, entre 10 e 15 de março.

Os moradores e frequentadores da região, majoritariamente os bairros Fazenda Santa Cândida e Parque dos Jacarandás, devem ficar atentos aos sinais sonoros: quando faltarem 20 minutos para a detonação, uma sirene irá soar em dois toques de 10 segundos. A cinco minutos da detonação, mais dois toques de 5 segundos. Durante a detonação, um toque intermitente até o final do trabalho, previsto para durar poucos segundos. Realizada a detonação com sucesso, todo entorno pode retornar à normalidade.

No trânsito, Rota das Bandeiras e Polícia Militar Rodoviária farão um esquema especial para garantir que no momento da detonação nenhum veículo estará passando pela rodovia em um raio de segurança de 150 metros. O esquema será de comboio. A fila de veículos será escoltada por viaturas da concessionária e da polícia com velocidade reduzida a fim de que o perímetro de segurança esteja livre no momento da detonação. Caso haja necessidade, o trânsito será totalmente bloqueado.

Já nas vias municipais próximas do viaduto da PUC, o monitoramento do trânsito e o bloqueio do tráfego será efetuado por agentes da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), com apoio de funcionários da Rota das Bandeiras.

O raio de segurança (150m a partir do local de detonação) deverá ser totalmente evacuado no instante da explosão. A rocha será coberta com uma manta especial, que ajuda a reduzir o risco de projeção de destroços. Tendas foram montadas em pontos de apoio localizados em áreas seguras, um em cada lado da rodovia.

Veja também

Escrito por:

Da redação