Publicado 22 de Fevereiro de 2014 - 18h28

O corpo de Pâmela Micheli Casemiro, 23 anos, foi encontrado no fim da tarde de sexta-feira (21) enterrado num terreno do bairro Caxambu, em Jundiaí, vizinho à casa da família da namorada do autor do crime, o ajudante de pedreiro Severino Francisco de Matos, 43 anos. Segundo a confissão do autor à Guarda Municipal, o assassinato aconteceu em 8 de janeiro com golpes de marreta na cabeça. O crime foi descoberto durante uma ocorrência de briga entre familiares da namorada de Matos. Em meio à discussão, o filho dela, um adolescente de 14 anos, disse que o ajudante matou a ex e enterrou o corpo no local.

Com apoio da Delegacia de Investigações Gerais, o fato foi confirmado e Matos foi preso em Várzea Paulista. Levado ao local do homicídio, o homem confessou a autoria ao delegado Marcel Fehr alegando que ela teria ameaçado o filho dele de 13 anos, mas não entrou em detalhes sobre o motivo da ameaça. O ajudante afirmou que conheceu a vítima, que também é de Várzea Paulista, no fim do ano passado e logo começaram a viver juntos, mas não contou quando terminaram o relacionamento.

A ferramenta usada no crime estava enterrada junto ao corpo. Com aplicação de substância química, a Polícia Científica constatou resíduo de sangue no objeto. Matos foi autuado em flagrante por homicídio e ocultação de cadáver e encaminhado ao Centro de Tiragem de Jundiaí.

 

Veja também