Publicado 21 de Fevereiro de 2014 - 11h01

Por Da redação

Para-brisa da kombi ficou com as marcas dos tiros após tentativa de assalto em pedreira

Divulgação/Polícia Militar

Para-brisa da kombi ficou com as marcas dos tiros após tentativa de assalto em pedreira

Um trabalhador que transportava dinheiro para pagamento de funcionários de um sítio foi baleado durante uma tentativa de assalto na zona rural de Pedreira, Região Metropolitana de Campinas (RMC) na manhã desta sexta-feira (21). Depois de negar-se a parar o veículo e entregar o dinheiro aos bandidos, ele foi atingido por um tiro no ombro. Mesmo ferido, ele conseguiu dirigir até a base da PM, por cerca de cinco quilômetros de distância. O para-brisa da kombi ficou com as marcas dos tiros.

Nada foi roubado. O autor do disparo é V.R.M.R, de 16 anos. A polícia fez uma ronda na região prendeu os dois suspeitos, Antonio Webert dos Santos Silva e o menor que confessou ter atirado. Ambos foram reconhecidos e encaminhados para a delegacia da cidade.

De acordo com o investigador Marcelo Silvares Lima, a polícia suspeitou do envolvimento de Silva com o tráfico, foi até a casa do bandido e flagrou 14 quilos de pedras de crack. O bandido será levado para a cadeia de Itapira e responderá por tráfico de drogas e tentativa de latrocínio. O delegado de Pedreira pedirá a custódia do menor, que deverá seguir para a Fundação Casa de Itapira.

O valor que foi transportado no carro não foi divulgado. Assim que chegou a base da PM, a vítima foi encaminhada para o Pronto Socorro do Hospital Municipal, e não corre risco de morte.

Reagir a assalto

O investigador Marcelo Silvares Lima aconselha às vítimas de assalto que não reajam: "A vítima poderia ter levado um tiro fatal. Ladrão 'tá a´' para o que der e vier', explica. Se alguém passar por esta situação, o certo é parar o veículo com calma, não fazer movimentos bruscos, levantar as mãos com calma, segundo Lima.

"O dinheiro você ganha outro; a vida é uma só", aconselha.

 

Veja também

Escrito por:

Da redação