Publicado 18 de Fevereiro de 2014 - 21h31

A ajudante Eloah Marilu da Silva, 18 anos, morreu após cortar a axila quando fazia faxina no banheiro de casa, no bairro Jardim Pompeia, em Indaiatuba. Segundo o relato da mãe da jovem, a ajudante Lurdes Aparecida Ana da Silva, 43 anos, ela caiu de um banco de metal que usava para lavar a janela do cômodo e bateu o braço direito num azulejo, o que causou ferimentos profundos na axila.

O acidente aconteceu por volta das 18h40 do domingo (16) e o corpo da vítima foi enterrado nesta terça-feira (18) de manhã.

A mãe da jovem, que estava no imóvel no momento do acidente, acionou o socorro assim que viu Eloah caída no chão gravemente ferida. A filha foi resgatada pela ambulância municipal e encaminhada ao Pronto Atendimento do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc), mas não resistiu aos ferimentos.

O boletim de ocorrência foi registrado pela mãe da vítima no início da madrugada de segunda-feira (17) no Plantão Policial da cidade.

A Polícia Civil registrou o caso como morte suspeita e solicitou perícia da Polícia Científica na residência. A ocorrência é investigada pelo 1° Distrito Policial.

O corte que resultou na morte da jovem atingiu uma importante veia, o que causou hemorragia.

O ferimento não teria sido estancado até a chegada do socorro especializado, o que agravou o quadro clínico da ajudante.

O corpo de Eloah foi enterrado às 10h desta terça, no cemitério municipal Parque dos Indaiás, no bairro Jardim Pedroso, após passar pelo Instituto Médico Legal (IML).

Mãe e filha são nascidas no estado de Santa Catarina, mas moravam juntas em Indaiatuba. Lurdes Aparecida foi procurada pela reportagem, mas preferiu não falar sobre o ocorrido.