Publicado 12 de Fevereiro de 2014 - 15h25

Por Da redação

Todo o local será sinalizado para auxiliar os motoristas e evitar o risco de acidentes

Fernando Maia/Rota das Bandeiras

Todo o local será sinalizado para auxiliar os motoristas e evitar o risco de acidentes

Pelo terceiro ano consecutivo, a Concessionária Rota das Bandeiras registrou queda no número de mortes em acidentes nas rodovias do Corredor Dom Pedro. Em 2013, foram 58 vítimas fatais, uma redução de 10,7% em relação a 2012, quando foram registradas 65 ocorrências. Os dados fazem parte do relatório anual de acidentes da Concessionária divulgados nesta quarta-feira (12).

De acordo com a assessoria de imprensa da concessionária, no comparativo entre 2010 e 2013, a redução foi de 33,3%. Em 2010, quando completou um ano de concessão, foram registradas 87 vítimas fatais ao longo dos 297 km de rodovias sob sua responsabilidade.

“Estes dados são o reflexo de todo o trabalho realizado diariamente pela Rota das Bandeiras e cada um de seus integrantes. O investimento em obras para modernização do Corredor Dom Pedro, os treinamentos das equipes de resgate, o monitoramento constante de nossas rodovias. Todos estes fatores vem contribuindo para a queda no número de ocorrências”, explica o diretor-presidente da Rota das Bandeiras, Júlio Perdigão.

Acidentes

O número de acidentes na malha também caiu. No ano passado, em todo o Corredor Dom Pedro, a Concessionária registrou 2.687 acidentes. Em 2012, foram 2.853 ocorrências. A redução chega a 5,8%. Neste quesito, também foi o terceiro ano seguido de queda, já que em 2011 foram 2.934 acidentes e, em 2010, a Concessionária registrou 3.107 ocorrências. A redução do número de acidentes no comparativo entre 2010 e 2013 é de 13,6%.

O Corredor Dom Pedro é formado pela rodovia D. Pedro I (SP-065) e pelo anel viário José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), além de trechos das rodovias Prof. Zeferino Vaz (SP-332), entre Campinas e Mogi Guaçu, Eng. Constâncio Cintra (SP-360), entre Itatiba e Jundiaí, e Romildo Prado (SP-063), entre Itatiba e Louveira.

 

Veja também

Escrito por:

Da redação