Publicado 11 de Fevereiro de 2014 - 18h04

Por Da redação

Técnicos da empresa de saneamento também estão nas ruas para fiscalizar e orientar os consumidores

Camila Moreira/ AAN

Técnicos da empresa de saneamento também estão nas ruas para fiscalizar e orientar os consumidores

A seca em Campinas é a pior em 84 anos: desde 1930 a região não tinha uma estiagem tão forte assim, segundo a Sanasa. Nesta terça-feira (11), o Rio Atibaia esta com uma vazão de 5 metros cúbicos por segundo. Em épocas normais, seria de 35 metros cúbicos por segundo. Por enquanto, mesmo com esses índices a Sanasa continua captando 4,1 metros cúbicos por segundo do Atibaia, garantindo assim o abastecimento de Campinas.

Na tentativa de amenizar o problema, a empresa está aumentando o canal de atendimento à população para receber as denúncias de desperdício de água. Desde 3 de fevereiro, a Sanasa já recebeu um total de 463 ligações.

Além do 0800-7721-195 e as agências de atendimento, a população tem mais quatro linhas: 3735-5770 / 5771 / 5772 e 5773. A Sanasa ainda colocou um e-mail para receber as denúncias, que é: [email protected]

Para o presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo, essa quantidade de denúncias recebidas demonstra que a população está consciente da situação de nossos mananciais. “É muito bom ver a população participar ativamente, fiscalizando e comunicando a Sanasa as ocorrências de uso indevido. Isso é um incentivo aos nossos filhos e netos, que devem ter a consciência de que todos devemos colaborar”, considera Romêo.

Para reforçar a campanha, a Sanasa colocou seis veículos personalizados que estão atuando exclusivamente na fiscalização do mau uso da água. Técnicos da empresa de saneamento também estão nas ruas para fiscalizar e orientar os consumidores. São ao todo 221 fiscais de vários setores da empresa que estão fiscalizando e orientando a população.

Fiscalização

Segue abaixo a quantidade de imóveis fiscalizados em 10/02/2014, relacionados à Lei Municipal 11.965/04 e ao Decreto 18.251/14, que tratam da ‘fiscalização de denúncia de desperdício de água’, assim como outros encaminhamentos:

- 36 imóveis fiscalizados

- 24 consumidores foram orientados (não houve flagrante)

- 9 moradores ausentes

- 3 imóveis não localizados (número do imóvel ou endereço insuficiente)

- 45 denúncias redirecionadas a outro setor, pois têm natureza distinta à legislação

Escrito por:

Da redação