Publicado 10 de Fevereiro de 2014 - 9h27

Por Da redação

Sobram bicicletas no Morada do Sol: bom para a saúde e economia

Cedoc/RAC

Sobram bicicletas no Morada do Sol: bom para a saúde e economia

Com uma frota de bikes maior do que a de carros, Indaiatuba já é conhecida como a Capital paulista das bicicletas. Mas é na região do Jardim Morada do Sol que se concentra o maior número de 'magrelas': 70% das 130 mil contabilizadas no município.

Segundo a Associação dos Ciclistas de Indaiatuba, isso ocorre porque o bairro mais populoso — 72,3 mil dos 220 mil habitantes da cidade — fica bem ao lado do distrito industrial.

Com isso, os trabalhadores, conscientes, optaram pelo transporte ecológico.

O ajudante João Carlos Rosa dos Santos, de 43 anos, é um dos exemplos.

Ele pedala todos os dias cerca de 30 minutos de casa até a empresa onde trabalha. “De manhã a ciclovia tem até trânsito de tanta gente”, conta. “E é mais econômico que ir de ônibus. Só é duro quando chove.”

Uma bike, que conta com cadeirinha de criança e cestinho, é o transporte da família de Romério Péricles dos Santos, de 35 anos. Morador no Jd. Morada do Sol, ele usa a 'magrela' para levar e buscar a filha da escola, ir para o trambalho no Distrito Industrial e dar passear no shopping com a mulher. 

Veja também

Escrito por:

Da redação