Publicado 20 de Fevereiro de 2014 - 21h36

Por Agência Estado

Teliana vibra após derrotar a austríaca Patricia Mayr-Achleitner

France Press

Teliana vibra após derrotar a austríaca Patricia Mayr-Achleitner

Teliana Pereira voltou a surpreender no Rio Open nesta quinta-feira (20). Ainda sem perder sets, a tenista número 1 do Brasil venceu a austríaca Patricia Mayr-Achleitner pelo placar de 6/2 e 7/6 (7/5) e avançou às quartas de final do torneio que faz sua estreia no calendário da WTA.

Após fechar a partida, a única brasileira ainda viva na chave vibrou com a torcida e não conteve as lágrimas. "Eu nunca tinha jogado no Brasil, mas eu estou amando jogar no Brasil, não estou acostumada com isso [com o apoio da torcida]", afirmou Teliana, em entrevista à Sportv. "Já me sinto uma vitoriosa".

Em busca de uma vaga na semifinal, a brasileira, que ocupa a posição de 98ª do mundo, terá pela frente agora a romena Irina-Camelia Begu, que veio do qualifying e é a atual número 145 do ranking. Ela avançou na competição ao derrotar nesta quinta a paraguaia Veronica Cepede Royg por 6/3, 5/7 e 6/1.

O duelo desta quinta foi marcado pela boa movimentação da brasileira no fundo de quadra e pelos erros da austríaca. Teliana tirou vantagem dos vacilos da rival e faturou duas quebras de saque no set inicial, fechado com certa facilidade.

A segunda parcial, porém, foi mais equilibrada. Mayr-Achleitner passou a reduzir os erros e, mesmo depois de sofrer uma quebra, reagiu rapidamente e devolveu a quebra. Mais confiante, abriu vantagem ao se impor novamente no saque da brasileira e chegou a sacar para o set.

No entanto, Teliana obteve grande reação e virou o game, que perdia por 40/0, com uma inesperada deixadinha para reequilibrar novamente a partida. O tie-break seguiu parelho até a brasileira mostrar maior aproveitamento em seu saque, garantindo a vitória após 1h51min de confronto.

Mais cedo, a japonesa Nurumi Nara derrotou a alemã Anna-Lena Friedsam por 6/0 e 7/6 (7/3), enquanto a espanhola Lourdes Dominguez Lino despachou a sul-africana Chanelle Scheepers por 2/6, 7/6 (9/7) e 6/1.

Escrito por:

Agência Estado