Publicado 28 de Fevereiro de 2014 - 12h21

Por Da redação

As caixas de som que animarão um bloco de Carnaval em Santa Bárbara d'Oeste irão funcionar de forma sustentável, com pedaladas de uma bicicleta. O “Abre alas que eu quero pedalar” desfila no domingo (2), com saída do Parque dos Ipês, às 9h e às 16h.

O bloco foi idealizado pelo engenheiro elétrico e professor de mecatrônica José Carlos Armelin, criador do Pedal Sustentável – tecnologia brasileira patenteada que converte energia muscular em eletricidade –, e pelo grupo Pedala SBO, que promover pedaladas e planta árvores na cidade.

"Queremos fazer algo diferente. Um bloco de Carnaval com o pessoal de bicicleta e tocando música com o Pedal Sustentável", disse Armelin.

O engenheiro integra a banda CO2Zero, que foi criada em 2008, e é o primeiro grupo musical brasileiro a utilizar em seus shows a energia renovável.

A tecnologia

Consiste em acoplar a uma bike comum um Rolo de Treino com gerador elétrico de 12 volts que, com as pedaladas, transforma em 127 volts, colocando em funcionamento TV de LED, aparelho de som, games, entre outros eletroeletrônicos.

Também é possível recarregar celulares, smartphones, computadores portáteis.

A quantidade de energia produzida depende da capacidade física da pessoa que está pedalando.

As pesquisas começaram há mais de 10 anos, quando Armelin usou um alternador automotivo, que tem baixo rendimento. Partiu para o gerador trifásico, que tem o dobro de eficiência, até chegar ao Rolo de Treino Gerador.

Por mês, chega a percorrer mais de 600 quilômetros sobre duas rodas.

Apesar de ter um veículo na garagem – utilizado somente para emergências – gastou, em 2013, apenas R$ 70 de gasolina.

CNN

O Pedal já foi destaque internacionalmente. Em 2011, a emissora CNN exibiu uma reportagem sobre a tecnologia.

SERVIÇO

O quê: Bloco de Carnaval “Abre alas que eu quero pedalar”

Quando: Domingo (2), com saídas às 9h e às 16h

Onde: Parque dos Ipês (Avenida Corifeu de Azevedo Marques, s/n, Jardim Conceição, Santa Bárbara d’Oeste)

Escrito por:

Da redação