Publicado 18 de Fevereiro de 2014 - 19h15

Foto de 2007 da então sede da Film Commission, em Paulínia

Cedoc/RAC

Foto de 2007 da então sede da Film Commission, em Paulínia

Depois de um festival — que na verdade era apenas uma mostra — celebrando a retomada do Polo Cinematográfico no início de dezembro do ano passado, Paulínia finalmente deu esta semana um passo importante para efetivamente reativar os trabalhos por lá: abriu as inscrições para a Film Commission. Ou seja, a cidade se dedica mais uma vez a atrair a realização de produções audiovisuais na região, contribuindo, assim, para o mercado cultural não só local, mas nacional.

 

Empresas e pessoas físicas que desejam prestar serviços para as produções que serão filmadas em Paulínia podem se cadastrar na Secretaria de Cultura do município, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, até dia 27 de fevereiro.

 

A retomada da organização se dá no momento em que a Prefeitura se prepara para lançar novos editais — primeiro de curtas, que contempla também a Região Metropolitana de Campinas (RMC) e, posteriormente, de filmes em longa-metragem. A administração está segurando o anúncio do primeiro “lote” para o aniversário da cidade, sexta-feira da semana que vem, dia 28, um dia após o encerramento das inscrições na Film Commission. Procurada pela reportagem, a secretária de Cultura de Paulínia, Mônica Trigo, não se manifestou sobre esses assuntos.

 

Vale lembrar que a Paulínia Film Commission foi criada em 2007, faz parte da Associação Brasileira de Film Commission (Abrafic) e é afiliada a Association of Film Commissioners International (AFCI), que reúne cerca de 300 Film Commissions de 43 países. A organização no município vai disponibilizar, gratuitamente para as produtoras, os cadastros de serviços e informações sobre a cidade, locações, fornecedores locais, profissionais, condições de filmagem, obtenção de autorizações de filmagem e parceria no planejamento e solução de problemas de uma produção.

 

Em 2010, quando foram iniciadas as gravações de 'O Homem do Futuro' — filme contemplado no edital de 2009 e rodado na cidade, com Wagner Moura e Alinne Moraes no elenco —, o diretor Claudio Torres afirmou que só foi possível fazer o longa-metragem por causa da organização. “Encontramos em Paulínia através da Film Commission condições ideais para filmar. Estar em uma cidade tranquila para fazer cinema é a melhor coisa. O deslocamento em Paulínia é muito bom e o raio de abrangência é grande”, disse na época.

Como fazer

Para se cadastrar como pessoa física, o interessado deve ser morador de Paulínia ou comprovar que trabalha no município. Quem já é cadastrado, não precisa fazer novamente. O banco de dados funciona, principalmente, para prestar serviços nas produções inclusive como figurante. Também em 2010, por exemplo, na época das gravações de 'Colegas', 600 pessoas cadastradas na Film Commission foram selecionadas para fazer testes para figuração. Em 2012, foi a fez do longa 'Confia em Mim', que abriu o Paulínia Film Festival em dezembro, fazer uma seleção. Na época, homens e mulheres entre 30 e 50 anos foram chamados para fazer parte da produção.