Publicado 19 de Fevereiro de 2014 - 11h48

Por Da redação

Táxis executivos (à frente) e convencionais  em Viracopos: diferença de preços estaria sendo desrespeitada

Érica Dezonne/AAN

Táxis executivos (à frente) e convencionais em Viracopos: diferença de preços estaria sendo desrespeitada

Os taxistas de Americana, Bragança Paulista e Campinas que mudaram de carro, trocaram ou repararam seus taxímetros, terão que levar os veículos este mês para aferição do equipamento. No dia 20, o plantão de fiscalização ocorre em Bragança, no dia 21, em Campinas, e no 28, em Americana. É preciso agendar horário de atendimento pelo site do IPEM-SP, emitir uma Guia de Recolhimento da União (GRU), pagar a taxa e apresentá-la, com demais documentos, quando o taxímetro for ser vistoriado.

A aferição anual é obrigatória a todas as categorias de táxi. No caso dos plantões, como é o caso agora, somente os taxistas que precisam validar o instrumento após mudança de veículo, troca ou reparo do taxímetro devem comparecer.

Os autuados por trafegar com o equipamento irregular têm dez dias para apresentar defesa ao IPEM. As multas podem variar de R$ 500 a R$ 5.000, dobrando na reincidência.

Na data da verificação, o taxista tem que apresentar os seguintes documentos:

- alvará de estacionamento fornecido pela prefeitura

- certificado de propriedade de veículo

- certificação de verificação do IPEM-SP, referente ao exercício de 2013

- GRU quitada

- comprovante de endereço

- guia de serviço fornecida por oficina credenciada pelo IPEM-SP

Escrito por:

Da redação