Publicado 28 de Fevereiro de 2014 - 14h14

Por Agência Brasil

O Conselho Federal da Suíça anunciou hoje (28) o bloqueio do dinheiro do ex-presidente da Ucrânia, Viktor Ianukóvitch, e de seus parentes.

Segundo comunicado, o objetivo é “evitar qualquer risco de desvio de fundos públicos ucranianos depois dos recentes eventos no país”.

O Ministério Público decidiu abrir uma investigação por suspeita de lavagem de dinheiro. As autoridades suíças também proibiram a venda de bens, particularmente imobiliários, que pertencem à família do ex-presidente, deposto pelo Parlamento ucraniano no último sábado (22), após meses de manifestações populares que culminaram em confrontos que deixaram mais de 100 mortos em Kiev, capital ucraniana.

Os bens e fundos confiscados poderão ser devolvidos à Ucrânia depois do processo penal, caso se verifique que são de origem ilícita.

Além de Viktor Ianukóvitch, também o seu filho, Aleksander, é visado na investigação penal do Ministério Público. O procurador suíço Yves Bertosso e a Polícia Judiciária apreenderam documentos de Aleksander na quinta-feira (27) em Genebra, na Suíça.

Escrito por:

Agência Brasil