Publicado 19 de Fevereiro de 2014 - 15h51

Por France Press

Uma miss baleada durante um protesto contra o governo na terça-feira (18) não resistiu ao grave ferimento e morreu um dia depois em Valencia (norte), aumentando para quatro o número de mortos nas manifestações das últimas duas semanas, disse à AFP uma fonte hospitalar. Génesis Carmona, de 21 anos, era Miss Turismo do estado de Carabobo. Ela tinha sido internada em uma clínica particular com um ferimento na cabeça causado por um tiro e chegou a ser submetida a uma cirurgia de emergência.

Na terça, um ato de estudantes opositores em Valencia terminou em distúrbios, que, segundo a imprensa local, deixaram pelo menos oito feridos a tiros, entre eles Carmona, depois de um ataque praticado por um grupo de homens armados.

Com a morte da miss, sobe para quatro o número de mortos nos protestos que sacodem a Venezuela há duas semanas. Na quarta-feira passada, uma manifestação de estudantes opositores no centro de Caracas registrou confrontos que causaram três mortes e deixaram vários feridos.

 

Veja também

Escrito por:

France Press