Publicado 23 de Fevereiro de 2014 - 5h00

O prédio da creche Bento Quirino possui características art-nouveau no revestimento da fachada

Carlos Sousa Ramos/AAN

O prédio da creche Bento Quirino possui características art-nouveau no revestimento da fachada

A mais antiga creche campineira foi fundada em 1916. A Bento Quirino foi construída em terreno doado pela Câmara Municipal, bem ao lado da atual Igreja São Benedito, na área que fazia parte do antigo Cemitério dos Cativos (escravos). Eclético em sua arquitetura, o prédio possui características art-nouveau em sua ornamentação de ferro, nos detalhes do portão, no corrimão abaulado, no revestimento da fachada, nos elementos florais decorativos e nas janelas tri-partides.

 

Integra um complexo arquitetônico de valor histórico notável. Além do templo, foram erguidos nas imediações do antigo Largo da Alegria (atual Largo São Benedito) edifícios grandiosos como os que hoje abrigam a Escola Estadual Francisco Glicério e a Casa de Saúde. O Primeiro Grupo Escolar de Campinas foi instalado em 1897. O hospital – antigo Circolo Italiani Uniti – foi projetado para ser a escola dos filhos de imigrantes italianos que trabalhavam na lavoura. Mas aquelas salas acabaram sendo usadas como enfermarias improvisadas durante os surtos de febre amarela que castigaram Campinas no final do século 19. Em 1920, o prédio se tornou um hospital de fato.

 

A creche, às vésperas de completar cem anos, terá uma nova etapa de reformas. As intervenções autorizadas serão fiscalizadas por técnicos do Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico de Campinas (Condepacc), já que o prédio é tombado desde 1996. A obra foi aprovada pelos conselheiros em setembro, conforme registro na Ata 423. Segundo o presidente, Edson Rodrigues de Sá, a entidade busca R$ 150 mil junto a colaboradores para, em curto prazo, reformar o telhado e restaurar portas e janelões históricos. Hoje, a creche acolhe 500 crianças.

 

A história da instituição, por sinal, não registra apenas o empenho de colaboradores e voluntários que garantiram a educação de milhares de campineiros carentes ao longo de quase um século. O imóvel também é símbolo da trajetória empreendedora de um grande campineiro.

 

Bento Quirino dos Santos nasceu em Campinas em abril de 1837. Ele tinha uma loja na esquina das ruas Sacramento e Benjamin Constant, mesmo prédio onde mais tarde seria instalada a escola de comércio com seu nome. Importante propagandista da República, ele participou da fundação de estabelecimentos importantíssimos como o Colégio Culto à Ciência e a Santa Casa. Além de ter sido dirigente de empresas de grande relevância, como a Companhia Mogiana, foi benemérito de diversas entidades assistenciais campineiras. Morreu no dia 26 de dezembro de 1914 e deixou a própria fortuna para a fundação de um instituto profissionalizante e para a manutenção de hospitais e da maternidade.

 

A creche, erguida com o dinheiro deixado por Bento Quirino, foi inaugurada dois anos depois de sua morte. O monumento em sua homenagem é obra do escultor paulistano Amadeu Zani e foi originalmente instalado no saguão da escola técnica, mas acabou transferido para o Largo da Matriz Velha em 1937, ano do centenário do seu nascimento.

CONHEÇA

Pessoas interessadas em conhecer o belíssimo imóvel da Creche Bento Quirino e conferir de perto o trabalho desenvolvido pela entidade podem marcar uma visita pelo telefone (19) 3231-2831. A creche fica na Rua Cônego Cipião, 802, ao lado da Igreja São Benedito.