Publicado 21 de Fevereiro de 2014 - 11h19

QUE TIPO DE PERSONALIDADE TEM SUA FESTA?

Andreia Almeida

QUE TIPO DE PERSONALIDADE TEM SUA FESTA?

 Nunca se celebrou tanto. Há vinte, trinta anos, os encontros e festas entre amigos eram realizadas uma ou duas por ano, geralmente em aniversários, e sempre composta por um bolo e alguns salgadinhos saídos da padaria mais próxima do bairro.

Hoje os anfitriões têm um “je ne sais quoi”, as comidas são saborosissimas , e o ambiente displicentemente arrumado para você se sentir feliz e à vontade.

Qual o segredo?

Muitos, claro, senão não existiriam tantas empresas que oferecem esse tipo de serviços, publicações especializadas e até mesmo esse blog, queridos leitores!

Mas uma dica, assertivamente, posso lhes dizer: não há como você dar uma festa, promover um encontro, ou fazer um jantar bem sucedido, se a comemoração não tiver sua personalidade. Isso se materializa nas bebidas, na comida, no horário e até na roupa que você escolherá para receber seus convidados.

E aqui não me refiro a um grande evento, como casamento, pois este sempre terá um protocolo específico. Falo das recepções mais íntimas. Jantar entre amigos, brunch com a família ou almoço com conhecidos.

Se há uma palavra que defina a forma que você recebe sem dúvida é a formalidade. Pessoas são mais ou menos formais. Ser formal não é sinônimo de ser chato. Há pessoas que se sentem mais a vontade com regras, outras não.

Veja e defina sua personalidade para receber, tenho certeza que seu get to“gether” será um sucesso!

Formalidade.  Para quem gosta de convidado:

-que cumpre horário de chegada e partida;

-que controle seus atos e palavras;

-que peça licença para fumar;

-que não exceda na bebida;

-que não fale alto;

-que não constranja o próximo com piadas impróprias;

-que não discuta assuntos polêmicos;

-que saiba usar todos os talheres;

-que não aparecerá usando chinelo;

-que não abra sua geladeira.

Informalidade. Quando você deixa seu convidado tão à vontade ao ponto dele:

- abrir a geladeira para se servir;

- repor a torrada, que acabou;

- experimentar seu molho;

- dar palpite no seu tempero;

- buscar cerveja quando acaba;

- acabar dormindo no sofá.