Publicado 22 de Abril de 2013 - 12h07

Uma dica para cuidar dos fios, é cortar regularmente as pontas danificadas mesmo com a queda capilar, pois isso contribui para o fortalecimento do cabelo

Divulgação

Uma dica para cuidar dos fios, é cortar regularmente as pontas danificadas mesmo com a queda capilar, pois isso contribui para o fortalecimento do cabelo

Durante os nove meses gestacionais o corpo feminino sofre uma série de mudanças. Além do crescimento gradativo da barriga da mamãe para melhor abrigar o feto, os seios ficam maiores e aumenta a oleosidade na pele. Essas alterações são decorrentes do aumento na produção de hormônios no organismo da mulher, tais como o Beta HCG, a progesterona e o estrógeno.

Nessa fase, os cabelos também ficam mais volumosos, fortes e grossos. “A produção elevada de hormônios faz com que a queda capilar natural se acentue. Desta forma, os folículos capilares entram em um período denominado ‘fase de repouso’. Aproximadamente três meses após o parto, a produção de hormônios retoma sua atividade regular, fazendo com que os fios entrem em queda”, explica a Dra. Helua Mussa Gazi (CRM/SP 104862), dermatologista e diretora da Clínica Belle Santé.

De acordo com a dermatologista, normalmente perdemos em torno de 100 a 150 fios por dia, principalmente após a escovação ou lavagem dos cabelos. Contudo, nos meses do pós-parto, essa queda capilar dobra a quantidade. “Outro motivo que pode desencadear essa perda de cabelo é o eflúvio telógeno. Consiste numa transição da fase de crescimento para a de queda. Tem duração de quatro a seis meses e leva a diminuição de mais de 30% dos fios”, informa ela.

A Dra. Helua acrescenta que a perda de fios costuma ser amenizada até o sexto mês posteriormente ao término da gravidez. Além disso, não ocorre apenas em um ponto específico da cabeça. “Essa perda sobrevém de maneira uniforme. A quantidade vai variar de acordo com o organismo de cada mulher. Sendo assim, é possível acontecer mais intensa em algumas mulheres e em menor proporção em outras”, garante.

Alguns tratamentos contribuem para um solucionamento mais breve do problema. “O ideal é buscar recomendação de um especialista para que este possa indicar o produto certo para o seu cabelo, que pode ser vitaminas, loções e até mesmo medicamentos sistêmicos”, orienta a Dra. Helua Mussa Gazi.

Veja outras dicas da Dra. Helua Mussa Gazi para amenizar a queda de cabelo:

- Evite lavar os cabelos com a água muito quente;

- Mantenha os cabelos hidratados;

- Evite realizar pinturas nos fios até o sexto mês pós-parto;

- Mesmo com a queda, corte regularmente as pontas danificadas;

- Se notar a diminuição do cabelo, procure ajuda de um dermatologista.

Veja também