Publicado 23 de Outubro de 2013 - 19h27

Cuidados e formas para você arrasar na depilação íntima

Divugação

Cuidados e formas para você arrasar na depilação íntima

Entre os cuidados de beleza, tão vastos e opcionais entre as mulheres, a depilação é denominador comum entre quase todas. Retirar os pelos de variadas partes do corpo é um hábito tão antigo que hoje representa não só o cuidado com a região, mas toda a vaidade e a feminilidade da mulher.

No entanto, algumas dúvidas surgem neste momento tão íntimo: como depilar? Lâmina ou cera? Qual o formato? Tirar tudo? Quanto tempo dura? Quais são os cuidados necessários antes, durante e após o processo depilatório? Meninas, essas dúvidas são comuns e o Estilo RAC consultou especialistas na área para esclarecer as questões.

Por que depilar a região íntima: é perigoso a retirada total dos pelos?

O processo de depilação começou há séculos passados e o objetivo era quase sempre o mesmo: agradar o parceiro. Desde a antiguidade, as mulheres optavam por depilar a região nos mais variados formatos, com mais ou menos pelos ou ainda sem pelo algum. No entanto, ginecologistas afirmam que esse processo de depilação completa pode ser prejudicial já que os pelos atuam como protetores da região, evitando infecções e doenças vaginais. Esse costume de “tirar tudo” é popular no Brasil e em outros países, esse estilo é conhecido como “moda brasileira” já que é difícil encontrar regiões lá fora nas quais as mulheres costumam fazer depilação completa.

Como depilar: lâmina, cera quente ou creme depilatório?

A forma mais comum de depilação caseira no Brasil é a raspagem dos pelos através da lâmina. Neste processo, os pelos não saem por completo. Apenas uma camada superficial é eliminada, a camada até onde a lâmina alcança. Apesar de ser mais ágil, principalmente com a correria diária, a depilação não dura muito tempo, no máximo uma semana. Além disso, o contato da lâmina com a pele pode provocar pelos encravados e até mesmo infecções mais sérias, como o escurecimento da região. Os cremes depilatórios vendidos em farmácias também constituem opção rápida de eliminação dos pelos. Mas aqui, os cuidados devem ser redobrados. Ao aplicar o creme, siga exatamente as instruções de uso e não exceda de forma alguma o tempo que o produto fica na pele, pois caso contrário, ela pode ser manchada além de causar reações alérgicas. Dessa forma, pode-se afirmar que apesar da dor, o método de remoção dos pelos através da cera quente é o mais recomendável, já que extraem os pelos pela raiz, sendo menos prejudicial à pele e obtendo maior durabilidade, podendo chegar a quase um mês. 

Foto: Divulgação.

Depilação íntima: Use e abuse da criatividade sem deixar os cuidados de lado

Depilação íntima: Use e abuse da criatividade sem deixar os cuidados de lado

Cuidados antes, durante e depois da depilação

Decidiu o método que vai usar? Agora é hora de se preparar. Antes da depilação, procure fazer uma esfoliação na região, tomando cuidado para não colocar o produto esfoliante dentro do canal vaginal. Faça movimentos circulares na região externa e enxágue com água morna ou fria. A esfoliação evita os pelos quebrados, auxilia no processo de eliminação dos pelos e prepara a região para a depilação. Se for optar pela cera, lembre-se sempre de utilizar produtos descartáveis, pois a cera pode trazer bactérias e fungos que serão um problema sério para a região intima.

Faça a depilação normalmente e logo após a remoção da cera, tome um banho com água fria, que contribui para fechar os poros e propiciar sensação de alívio na região. Espere uma hora e aplique um hidratante na região externa, fazendo movimentos circulares para manter a pele hidratada. O processo deve ser feito diariamente. O ideal é realizar uma esfoliação na região duas vezes por semana e aplicar hidratante diariamente, sempre tomando cuidado para não permitir a entrada do produto na região interna. Lembre-se também que é importante lavar a região íntima com sabonete específico para mulheres, para eliminar bactérias, evitar o mau cheiro e manter o cuidado diário. 

Evite se depilar no período menstrual

Durante o período menstrual, a depilação tende a ser mais dolorosa e a área fica mais sensível a infecções. Então espere um pouco e faça a depilação depois do período.

Formas de depilação

Abaixo, alguns exemplos de formas de depilação que prometem deixar seu homens nas nuvens. Confira e escolha o seu. 

Veja também