Publicado 10 de Setembro de 2013 - 12h11

O principal atributo para prevenir cravos e espinhas é manter a pele limpa e hidratada

Divugação

O principal atributo para prevenir cravos e espinhas é manter a pele limpa e hidratada

Se tem algo que incomoda tanto a mulheres quanto homens são eles: os temidos cravos e as temidas espinhas, denominadas acnes. Não dá pra evitar, em qualquer fase da vida, um ou outro sempre aparece.No entanto, alguns procedimentos podem auxiliar na prevenção e na remoção desse mal. Entenda melhor o que são, porque surgem e como remover sem agredir a pele. A partir daí, é só prevenir e ficar longe dos pontinhos mais indesejados da história.

Foto: Divugação.

A espinha é a transformação do cravo, a lesão primária da acne

A espinha é a transformação do cravo, a lesão primária da acne

Cravos e espinhas: porque eles aparecem ?

A história da espinha começa bem antes de acordarmos diante de uma grande, vermelha e desagradável surpresa no meio do rosto. Na verdade, tudo tem início com a formação de um cravo semanas ou até meses antes de aquela espinha cheia de pus aparecer. Os pontinhos negros localizados geralmente na zona T (testa, nariz e queixo) surgem por dois motivos: ou pelo aumento na gordura produzida em glândulas da pele ou pelo entupimento nos poros por onde essa gordura deveria ser liberada, segundo explica a Dra. Daniela Leal, especialista em Estética: "Os cravos surgem pela obstrução dos poros pelo espessamento da camada superficial da pele (queratina) e por restos celulares. Com os poros obstruídos a gordura produzida pelas glândulas da pele não têm como ser eliminada, ficando acumulada, gerando dessa forma o cravo. Há também uma dificuldade em expelir toda gordura produzida pela pele quando isso acontece em excesso, seja por determinação genética ou por impulsos hormonais como acontece na adolescência. Com esse excesso de gordura há a facilitação da proliferação bacteriana natural da pele que aparece como inflamação e pontos amarelados', afirma. 

Dessa forma, a transformação de um cravo em espinha ocorre quando ele enfrenta uma infecção, uma reação do corpo à presença de bactérias no local. 

Como prevenir 

Para Dra. Daniela Leal, duas ações devem ser levadas em consideração para evitar o aparecimento dos cravos: a limpeza adequada da pele e a redução da espessura da camada de queratina, responsável pela proliferação da acne.

"A limpeza deve ocorrer pelo menos duas vezes ao dia. Ela auxiliará na remoção do excesso de gordura formada e na eliminação das sujeiras acumuladas ao longo do dia, seja pela manipulação da pele (levamos a mão no rosto o tempo todo) ou pela poluição. Por isso o agente de limpeza deve ser especifico para o rosto e ter a descrição "para peles mistas a oleosas". Outra ação importante é o uso de agentes queratoliticos, que são os que vão garantir a diminuição da camada de queratina e auxiliar na desobstrução dos poros. Eles podem estar nos próprios sabonetes de limpeza ou em produtos específicos, que devem seguir orientação medica pelo risco de causar irritação na pele'

Leia também

- Rotina completa de beleza para manter a pele sempre linda e saudável

- Aprenda a remover cravos do rosto sem agredir a pele

Dessa forma, manter a pele limpa e hidratada é fator número um para evitar o surgimento de cravos e espinhas. Outro fator que deve ser levado em consideração é a alimentação. Apesar de muitos não acreditarem na relação da acnes com o chocolate, o dito tem fundamento científico.

Os alimentos altamente calóricos e com alto teor de gordura, principalmente os ricos em glicose (como chocolate), favorecem as infecções. Quando o organismo se depara com picos de açúcar, ele rapidamente coloca a insulina (hormônio que controla a taxa de glicose) em ação para controlar as alterações, e quando há desregulação hormonal, aparece a acne. Mas não é o alimento, isoladamente, que dá espinha. Para ela aparecer é necessário haver uma relação negativa entre o organismo e a comida. Se existe tendência acneica, provavelmente a pele será afetada por esse fator externo. Vale lembrar que claramente uma alimentação saudável beneficia a aparência e a saúde da pele, mas sua influência no surgimento da acne ainda é bem pequena.

Portanto, para ter uma pele mais bonita e saudável, é recomendado o uso contínuo de um sabonete para peles oleosas ao menos duas vezes ao dia. Esfoliar a pele após o banho elimina as células mortas e contribui para desobstrução dos poros.

Foto: Divulgação.

A esfoliação da pele colabora para obstrução dos poros

A esfoliação da pele colabora para obstrução dos poros

Dica: Após o banho, lave o rosto com um sabote para peles oleosas e faça uma esfoliação (ideal que utilize produtos voltados para remoção de cravos e espinhas e específicos para peles oleosas). Após a esfoliação, lave o rosto com água gelada abundantemente, até remover totalmente o produto. Agora, tenha em mãos algodão e um tônico facial. Para aplicar basta umedecer um algodão com o produto e ir dando leves batidinhas no rosto (não é para esfregar) e esperar secar naturalmente. Ele  ajuda a retirar os resíduos que não saíram com o sabonete e equilibra o pH da pele, além de impedir a formação de cravos e espinhas. Além do mais, ele é imprescindível para a terceira etapa do tratamento, que consiste na hidratação da pele. Isso porque ele melhora a penetração dos cremes na face.

" A melhor forma de remoção é a limpeza de pele manual. Quando feita por profissional treinado ela segue uma sequencia que visa facilitar a extração dos cravos já formados de forma a não aumentar a contaminação da pele e com a menor agressão possível. Essa é a diferença de espremer a espinha em casa! A extração feita por aparelhos de sucção são eficientes apenas nos casos mais leves ", explica a Dra. Daniela Leal.

Tratamento

Os tratamentos variam de acordo com a gravidade da acne. Para casos mais leves existem medicamentos tópicos em forma de cremes (em gel).

Para casos mais graves, existem antibióticos e anti-inflamatórios via oral. O tratamento mais conhecido é feito com isotretinoína, um medicamento que regula a produção de gordura pelo organismo.

As mulheres ainda podem contar com o uso de pílulas anticoncepcionais para auxiliar na regulação hormonal.

 

Veja também