Publicado 10 de Agosto de 2013 - 19h40

Por Paulo Santana

O volante Baraka recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da partida: dificuldades para armar o time

Leandro Ferreira/AAN

O volante Baraka recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da partida: dificuldades para armar o time

A Ponte Preta quer comemorar seus 113 anos de história oferecendo uma vitória de presente para seu torcedor na partida com o Criciúma, neste domingo (11), às 18h30, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se vencer, a Macaca poderá voltar ao meio da tabela de classificação. Em contrapartida, uma derrota jogará o time de Paulo César Carpegiani para a incômoda zona de rebaixamento, já que o adversário tem um ponto a menos e iniciou a rodada como primeiro integrante do Z4.

O time campineiro entrará em campo usando a nova camisa confeccionada pela Pulse, que foi apresentada durante a festa de aniversário, ontem à noite, no Campinas Hall. Se fora de campo o clima é de alegria, dentro das quatro linhas o treinador tem esquentado a cabeça para montar a equipe. Desta vez, os problemas são por contusão, suspensão e tem até jogador liberado para defender a seleção de seu país.

O volante Fernando Bob se machucou logo na estreia e ficará mais uma semana em tratamento. O volante Baraka recebeu o terceiro amarelo e o meia Ramirez se juntou à Seleção Peruana para o amistoso com a Coreia do Sul. O lateral reserva Luís Advíncula também viajou com o meia.

Diante das dificuldades, Carpegiani fechou os últimos treinos da Macaca para evitar especulações. Ainda mais por saber que do outro lado está Oswaldo Alvarez, profundo conhecedor do futebol campineiro. “É um jogo que estaremos em casa e temos que vencer. Precisamos fazer prevalecer o mando. Este é o espírito que nosso time precisa ter na cabeça. Entender que a obrigação é nossa”, adiantou o treinador.

Carpegiani não disse se fará alguma mudança radical na equipe, mas já comemora a mudança de postura do elenco. Como novidade certa, apenas o retorno do zagueiro Ferron depois de cumprir suspensão. No meio, os volantes Magal, Fernando e Ferrugem lutam por duas vagas. Giovanni deve ser conformado como armador ao lado de Chiquinho. O ataque segue com a dupla Rildo e William, enquanto Diego Sacoman deve retornar à defesa e Uendel poderá reassumir a condição de titular na lateral-esquerda.

Mais jogos

Depois de hoje, Ponte Preta e Criciúma vão se enfrentar outras duas vezes até o final deste mês em jogos pela fase regional da Copa Sul-Americana 2013. A partida de ida será dia 21, às 21h50, no Estádio Heriberto Hülse, em Santa Catarina. A volta, que decide vaga para as oitavas de final, será dia 28, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O vencedor do confrotno enfrentará Colo Colo (CHI) ou o Deportivo Pasto (COL).

Escrito por:

Paulo Santana