Publicado 12 de Agosto de 2013 - 12h32

Por Agência Estado

Valdivia deve perder sete das últimas oito rodadas da fase de classificação do Paulistão

France Press

Valdivia deve perder sete das últimas oito rodadas da fase de classificação do Paulistão

A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou nesta segunda-feira que vai avaliar a conduta do meia Valdivia, do Palmeiras, durante a vitória sobre o Paraná, no último sábado, no Pacaembu, pela Série B. O jogador forçou o terceiro cartão amarelo ao sair de campo lentamente quando era substituído e, assim, vai cumprir suspensão automática nesta terça-feira, quando o time visita o Joinville. No entender do tribunal, o chileno pode ter assumido conduta contrária à disciplina e à ética esportiva.

"Já pedimos as imagens do jogo e vamos começar a avaliar o caso ainda nesta semana", contou o procurador do STJD, Paulo Schmitt. "Não há prazo para julgamento, mas o Valdivia pode ser denunciado no artigo 258 e ficar de fora de um a dez jogos", explicou. Ao sair de campo, o meia confessou para as emissoras de televisão que levou o cartão amarelo porque quis. "Falei para o juiz: 'Se eu demorar para sair você vai me dar cartão?'. Então beleza", afirmou.

Mesmo se não tivesse levado o terceiro amarelo, Valdivia não jogaria nesta terça-feira. Ele embarcou domingo para a Dinamarca onde vai defender a seleção chilena em amistoso contra o Iraque. Mas, com a suspensão automática, o jogador deixa de estar "pendurado" com dois cartões e está livre para atuar no próximo sábado pelo Palmeiras, no jogo contra o Paysandu, em São Paulo.

Escrito por:

Agência Estado