Publicado 12 de Agosto de 2013 - 19h02

Meia Erlon Júnior (nº 18) chegou otimista ao Comercial com 1ª oportunidade para jogar no futebol paulista, mas acabou dispensado

Gabriel Lopes/Comercial FC

Meia Erlon Júnior (nº 18) chegou otimista ao Comercial com 1ª oportunidade para jogar no futebol paulista, mas acabou dispensado

Após a derrota para o Sertãozinho, a diretoria do Comercial anunciou mudanças no elenco que disputa a Copa Paulista. A primeira medida tomada pelo clube foi dispensar o meia Erlon Júnior, 20 anos, por deficiência técnica. O jogador foi o terceiro a deixar o elenco do Alvinegro, já que antes quem havia seguido esse caminho foi o meia Canela e o atacante Richard Falcão.

O atleta chegou ao Alvinegro há dois meses com o retrospecto de ter sido apontado como uma das revelações do Campeonato Maranhense, atuando pelo Bacabal-MA. A decisão da demissão de Erlon Júnior já havia sido tomada na semana passada, porém o comunicado oficial só foi feito nesta segunda-feira (12).

“Foi uma decisão da diretoria porque achamos que o atleta não estava rendendo o que a gente esperava. Ele ficou um pouco chateado, mas reconheceu que não estava indo bem e não conseguiu se adaptar”, afirmou José Eduardo Ferreira, supervisor de futebol do Comercial.

O meia não marcou gols com a camisa do Comercial e nem chegou a ser relacionado para o clássico regional contra o Touro dos Canaviais, na última rodada. Ele é aguardado para retornar no estádio Palma Travassos nos próximos dias para fazer o acerto e romper o vínculo que havia acertado com o clube até 31 de outubro. “Temos um elenco bastante enxuto e a liberação do Erlon aconteceu também por causa da chegada do Adriano Paulista”, ressaltou Ferreira.

Enquanto um sai, outro chega. O técnico Gil Baiano recebeu nesta segunda-feira o atacante Douglas, 22 anos, que estava atuando no futebol brasiliense. O jovem será avaliado antes de assinar contrato até o final da temporada. “Estamos trazendo um atacante de área. Ele disse que estava jogando, mas fizemos uma pesquisa e vimos que ele está há dois meses parado. Então vamos ver como é que ele está na realidade”, disse o supervisor, que não quis dar mais detalhes sobre a cara nova que chegou ao clube.