Publicado 13 de Agosto de 2013 - 5h00

Paulo Atsushi Sakanaka, engenheiro de computação, Paulínia

Cedoc/RAC

Paulo Atsushi Sakanaka, engenheiro de computação, Paulínia

Paulo Atsushi Sakanaka

Engenheiro de computação, Paulínia Os atos de vandalismos, que vêm ocorrendo durante as manifestações estão comprometendo os ganhos obtidos pelos recentes movimentos. Vandalismo é coisa de bandido e por isso deve ser tratado pela Polícia. No fim das contas, quem vai pagar a conta é a própria população. Bancos aumentam suas tarifas, comércios reajustam os preços e governos aumentam os impostos para pagar os consertos. A sociedade já fez manifestações no passado para pedir democracia e derrubar presidente, sem vandalizar. A manifestação para buscar os direitos é digna e justa, o vandalismo, não.