Publicado 27 de Agosto de 2013 - 15h38

Empresa vencedora de licitação não tinha nenhum cliente

Divulgação

Empresa vencedora de licitação não tinha nenhum cliente

A Prefeitura de Votorantim, na região de Sorocaba, contratou a empresa Votoserv Refeições Eireli, vencedora da concorrência concluída dia 13 de agosto, para fornecer marmitex por seis meses aos funcionários municipais.

Porém, segundo reportagem publicada pelo jornal "Cruzeiro do Sul", a empresa é de Milton Ribeiro Mendes, irmão do vice-prefeito Silvano Donizetti Mendes, e que foi criada em abril deste ano, não tendo ainda outros clientes.

Além disso, o preço unitário ofertado pela Votoserv, no pregão eletrônico que apura o menor preço, segundo a Prefeitura, foi de R$ 6,73, bem abaixo do preço estimado por ela no edital em questão, cujo valor era de R$ 9,60.

Oficialmente, o proprietário da empresa, registrado na Junta Comercial, é Welton da Silva Dantas. Este homem trabalha como auxiliar de cozinha no restaurante Assadão, que pertence a Milton Ribeiro Mendes e Tharles Mendes.

Outra ligação do irmão do vice-prefeito com a empresa é que Welton é casado com a irmã de Sueli, que vem a ser a esposa de Milton Mendes. Além disso, a empresa funciona nos fundos do restaurante Assadão.

Welton da Silva Dantas confirmou que é auxiliar de cozinha no Assadão e afirmou que alugou a cozinha do restaurante para produzir as marmitas. O restaurante já faz esse serviço de fornecimento de marmitex.

O auxiliar também confirmou que a empresa não havia fornecido a nenhum cliente antes de vencer a concorrência. “É uma empresa nova. Eu aluguei uma cozinha do restaurante Assadão para fornecer marmita para a Prefeitura”.

Ele pretende contratar funcionários agora que venceu a concorrência para poder produzir as marmitex. Sobre o valor do contrato, Welton declarou que seria "um valor muito baixo" e que ele terá que se "esforçar muito".

Sobre a ligação familiar com Milton, Welton confirmou que é cunhado do irmão do vice-prefeito, mas, após ser procurado pela reportagem, ele negou por várias vezes que tenha qualquer relação de parentesco com a família.

Milton foi procurado diversas vezes em seu restaurante, mas a informação é de que ele não estava e que não poderiam fornecer outro telefone. A Prefeitura foi questionada, mas limitou-se a dizer que a empresa venceu a concorrência.