Publicado 12 de Agosto de 2013 - 22h02

Por Da redação

Nova Estação de Tratamento de Esgoto vai aliviar o rio Mogi Guaçu

Divulgação

Nova Estação de Tratamento de Esgoto vai aliviar o rio Mogi Guaçu

As cidades de Guatapará e Serrana, ambas na região de Ribeirão Preto, assinaram convênios com o governo estadual para a construção de duas estações de tratamento de esgoto (ETE) dos municípios nesta segunda-feira (12).

Em Guatapará, o investimento do Estado será de R$ 6,8 milhões. As obras incluem a estação de tratamento de esgoto por lagoas de estabilização, uma estação elevatória, 3.100 metros de linha de recalque e 2.150 metros de emissário de esgoto tratado.

Com a ETE de Guatapará, o rio Mogi Guaçu deixará de receber aproximadamente 10 toneladas/mês de carga orgânica que saem dos esgotos. A bacia hidrográfica do rio Pardo será revitalizada. Além disso, as obras exercem importante papel de agente de prevenção na saúde, pois, com esgoto tratado, dificulta-se a disseminação de doenças hídricas.

A ETE terá capacidade para tratar o esgoto de 100% da cidade, beneficiando mais de 6,4 mil moradores até 2030, e as obras são de responsabilidade do Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica).

Em Serrana, os investimentos são de R$ 22,1 milhões. As obras serão realizadas pelo Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica), e incluem, além da ETE, a construção de uma estação elevatória de esgoto, quatro emissários de esgoto bruto, 8 mil metros de extensão, 2 mil metros linha de recalque e 300 metros de emissário de esgoto tratado.

A ETE de Serrana terá capacidade para tratar o esgoto de 100% da cidade, retirando aproximadamente 70 toneladas por mês de carga orgânica, beneficiando mais de 48 mil moradores.

Escrito por:

Da redação