Publicado 09 de Agosto de 2013 - 5h04

Por Da redação

O ator Mateus Solano no papel de Félix, personagem gay de Amor à Vida

Divulgação

O ator Mateus Solano no papel de Félix, personagem gay de Amor à Vida

A despachante G.M.S., 36 anos, registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia de Piracicaba contra uma professora da Escola Estadual Juracy Neves M. Ferraciu, que teria chamado seu filho de 11 anos de “Félix”, nome do personagem gay vivido pelo ator Mateus Solano na novela global "Amor à Vida".

Segundo G., tanto o filho quanto uma colega confirmaram que a professora disse, em sala de aula, que o menino se parecia com uma pessoa da televisão, mas que ela não podia contar quem era. Outros alunos levantaram a bola de que seria o Félix e a docente confirmou. A despachante afirma que tanto a professora quanto os outros alunos deram gargalhadas da situação.

“Essa professora expôs meu filho ao ridículo. Nunca se sabe o dano que uma palavra pode causar na cabeça de uma criança. Não foi mal-entendido. Foi brincadeira de mau-gosto.”

De acordo com a mãe, a professora ainda tentou pedir desculpas ao garoto, mas ele não aceitou, chorou e na saída foi embora correndo da escola.

Conciliação

Furiosa, a mãe acusa a direção de “botar panos quentes”, alegando que a professora só quis dizer que o garoto era bonito. O menino não quer mais ir à escola. A Secretaria de Educação nega a ofensa contra a criança, diz que foi um mal-entendido e que na segunda-feira haverá reunião de conciliação no colégio.

Escrito por:

Da redação