Publicado 12 de Agosto de 2013 - 15h33

Reprodução do site do PMDB nacional, que foi hackeado nesta segunda-feira pelo grupo Anonymous Brasil

Reprodução/ Facebook

Reprodução do site do PMDB nacional, que foi hackeado nesta segunda-feira pelo grupo Anonymous Brasil

O site do PMDB nacional foi hackeado nesta segunda-feira pelo grupo Anonymous Brasil. A página www.pmdb.org.br passou a exibir uma mensagem para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que pertence à legenda: Cadê o Amarildo?

O grupo colocou um texto e um vídeo cobrando esclarecimentos sobre o desaparecimento do pedreiro Amarildo Dias de Souza depois de uma operação policial na favela da Rocinha.

Segue a íntegra da mensagem que passou a ocupar a página do PMDB depois do ataque:

"Sérgio Cabral, cadê o Amarildo ??

Amarildo Dias de Souza era pedreiro e ganhava meio salário mínimo, casado, pai de seis filhos que estão passando por dificuldades, está desaparecido desde que foi sequestrado na Rocinha por policiais da UPP. O Brasil está cheio de Amarildos em todo lugar. 

Em 2012 foram mais de 2000 desaparecidos de 2012 só no Rio de Janeiro! O Amarildo representa eles e muito mais!

Lutar pelo Amarildo é mostrar que está cansado dessa política inescrupulosa, cansado seja de qual partido for, PMDB, PSDB, PT!

De todos!! Por isso vamos continuar nas ruas e mostrar pra todos esses políticos o que queremos! E o que queremos?! 

O Rio quer saber onde está o Amarildo!

O Brasil quer saber onde está o Amarildo!

O Brasil quer saber, senhor governador, para onde a Polícia Militar do Rio de Janeiro levou o Amarildo!!!"