Publicado 12 de Agosto de 2013 - 11h37

Por France Press

Uma juíza do estado americano do Tennessee ordenou a mudança do nome de um bebê chamado pelos pais de Messiah (Messias, em português).

"A palavra Messiah é um título e é um título que foi conquistado por apenas uma pessoa, e esta pessoa é Jesus Cristo", afirmou a juíza Lu Ann Ballew em sua decisão na semana passada, de acordo com o jornal The Tennessean.

Os pais do bebê de sete meses foram ao tribunal porque não conseguiam decidir qual seria o sobrenome da criança - o do pai ou o da mãe.

A juíza ordenou que a criança recebesse os dois sobrenomes e surpreendeu a todos ao ordenar que o primeiro nome também fosse modificado, para Martin.

A mãe, Jaleesa Martin, apelou da decisão. Ela afirmou que ela e o pai não decidiram chamar o bebê de Messiah por razões religiosas, e sim porque gostaram do som do nome.

A juíza disse ser a primeira vez que ordenava a mudança de um nome.

Ballew afirmou que a mudança era benéfica para o menino, já que o nome Messiah poderia ofender pessoas em um município com muitos cristãos.

"Poderia colocá-lo em conflito com muitas pessoas", disse a juíza, de acordo com o jornal.

Martin disse ter ficado chocada com a decisão da juíza.

"Eu nunca tive a intenção de nomear meu filho como Messiah porque significa Deus e não acho que uma juíza possa me obrigar a trocar o nome do meu bebê por causa de suas crenças religiosas", afirmou.

Escrito por:

France Press