Publicado 12 de Agosto de 2013 - 8h46

Por France Press

O cidadão americano Kenneth Bae, detido na Coreia do Norte onde cumpre 15 anos de prisão por suposta subversão, foi transferido a um hospital em Pyongyang por problemas de saúde, informa a imprensa americana. A irmã de Bae, Terri Chung, afirmou no domingo ao jornal New York Times e ao canal CNN que o operador turístico de 45 anos perdeu mais de 23 quilos e tem problemas nos rins e no fígado.

"Ele tem muitas doenças. Algumas pioraram a ponto de justificar uma transferência ao hospital", destacou.

Bae foi sentenciado em maio a 15 anos de trabalhos forçados por suposta subversão, segundo o jornal Chosun Sinbo, pró-Pyongyang e publicado no Japão.

Chung destacou que o Departamento de Estado informou à família que o embaixador sueco se reuniu com Bae no hospital. A embaixada da Suécia atua em nome de Washington em assuntos consulares, já que Estados Unidos e Coreia do Norte não têm relações diplomáticas.

Bae foi detido em uma aparente tentativa de obrigar Washington a negociar com Pyongyang, durante uma escalada de tensão na península coreana.

Washington deseja que Bae seja libertado por razões humanitárias.

Escrito por:

France Press