Publicado 27 de Agosto de 2013 - 8h45

Por Agência Anhanguera de Notícias

Alessandra cuida de Cammily, observada pela irmã Maria Eduarda

Edu Fortes/AAN

Alessandra cuida de Cammily, observada pela irmã Maria Eduarda

Uma rede de solidariedade está sendo formada para ajudar Cammily Adelaide de Ângelo, de 6 anos, portadora de mielomeningocele, uma malformação congênita que afeta a coluna vertebral restringindo a locomoção. Amigos e parentes organizam uma partida de futebol e um show gospel no próximo dia 21 para arrecadar fundos e comprar um aparelho (tutor longo) e um par de muletas, que permitirão a reabilitação e farão a menina dar os primeiros passos. Cammily só consegue andar segurando nos móveis. Os aparelhos custam R$ 8,3 mil e a família não tem dinheiro.

A garota nasceu com o problema e passou pela primeira cirurgia nas primeiras 24 horas de vida. Depois, fez outras três cirurgias, de acordo com a mãe Alessandra da Silva. A rotina de tratamento médico também começou nos primeiros meses de vida e continua intensa. Segundo Alessandra, a filha faz tratamento ortopédico no hospital da PUC-Campinas, no Hospital de Clínicas da Unicamp e na Associação Pestalozzi. A família mora no Matão, em Sumaré, e o itinerário é feito de ônibus.

O evento será no Campo do Rosolém, em Hortolândia. Os interessados podem doar água e bebidas na Rua Erwin Maier, 195, Jd. Santa Izabel. Depósitos devem ser feitos na Caixa Federal, agência 2885, a conta poupança é 20824-8 e a operação é 013.

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias