Publicado 12 de Agosto de 2013 - 13h35

Por Moara Semeghini

Imagens do residente do Hospital Mário Gatti enquanto fazia ginástica em academia de Campinas usando roupas cirúrgicas

Reprodução Facebook

Imagens do residente do Hospital Mário Gatti enquanto fazia ginástica em academia de Campinas usando roupas cirúrgicas

A coordenação de residência médica do Hospital Municipal Dr. Mário Gatti abrirá uma sindicância para apurar a infração administrativa do médico residente flagrado usando roupas próprias de centro cirúrgico enquanto fazia exercícios na academia de ginástica Smart Fit, no Cambuí, em Campinas.

A imagem com o flagrante foi postada no Facebook do empresário de moda Luddy Ferreira, sexta-feira (9). Em sua página na rede social, o empresário escreveu que foi até o médico e disse que a atitude incomodava a ele e outros clientes da academia, pois trazia risco de contaminação de bactéria e vírus e pediu para que ele retirasse o 'traje de UTI'.

Luddy Ferreira escreveu na rede social que o residente de urologia 'deu um sorriso de canto de boca e me disse o seguinte... não deu tempo para eu trocar de roupa e tenho outra cirurgia mais tarde...'.

De acordo com a assessoria do hospital, a Comissão de Residência Médica (Coreme) – formada por um residente, pelo diretor do hospital Sérgio Bisogni, pelo coordenador em urologia Pericles Motta – irá ouvir explicações do médico residente que cometeu a infração e de testemunhas para poder analisar a gravidade do fato.

Ainda segundo o hospital, a punição analisada pela Coreme poderá ser desde advertência verbal ou advertência escrita, até a expulsão do residente.

A assessoria informou que, segundo Sérgio Bisogni, o médico acusado de infração administrativa tem um 'comportamento excelente' enquanto trabalha no hospital. De toda a forma, segundo o hospital, a infração ficará registrada no prontuário do profissional.

Escrito por:

Moara Semeghini