Publicado 10 de Agosto de 2013 - 18h10

Para Jonas Donizette, manifestantes perderam credibilidde com a violência

Janaína Maciel/AAN

Para Jonas Donizette, manifestantes perderam credibilidde com a violência

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), lamentou neste sábado (10) os estragos feitos pelos manifestantes que invadiram o plenário da Câmara Municipal na noite da última quarta-feira e destruíram parte do patrimônio público, promovendo um protesto desvirtuado.

Durante os debates do Fórum Regional Campinas, ele afirmou que o ato de vandalismo tem que ser repudiado e punido. “Vai haver uma investigação da Câmara, é um assunto que os vereadores vão apurar para solucionar. O presidente vai, certamente, pedir um ressarcimento do patrimônio público depois do que aconteceu naquela noite”, afirmou o prefeito.

“Ligaram para mim da delegacia logo pela manhã porque havia muitos pais e mães que foram surpreendidos pela notícia de que o filho havia sido levado para o registro da ocorrência. Eram cerca de 30 menores, muitos possivelmente influenciados pelo movimento, e os pais e mães tiveram que retirar os filhos de lá.”

Quanto à série de greves e paralisações que o município enfrentou na última semana, que incluiu agentes da mobilidade urbana da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), a Guarda Municipal (GM), agentes de Saúde e motoristas e cobradores de ônibus, o chefe do Executivo afirmou que as dificuldades fazem parte da gestão e que é preciso agir com mais rigor. “Quem está no governo tem que saber que ele não é feito apenas de momentos fáceis. A gente precisa mostrar para a cidade que está reagindo. Tem horas em que é preciso agir com pulso firme e dizer não”, afirmou com relação às greves da GM e Emdec.