Publicado 10 de Agosto de 2013 - 16h12

A VB Transportes registrou boletim de ocorrência (BO), na sexta-feira (9), contra o estagiário de direito Leandro Reis, de 38 anos. Segundo a empresa, ele “interferiu diretamente” nas negociações iniciadas por ela para por fim à paralisação do transporte público. O documento registrado no 5º Distrito Policial foi por provocação de tumulto.

Segundo o BO, as negociações com os funcionários da empresa na garagem da linha verde, na Avenida Lix da Cunha, transcorriam bem na manhã de anteontem até a chegada do estagiário, que seria ex-funcionário da VB. “Se apresentou como advogado trabalhista, incitando os funcionários contra o sindicato legalmente constituído e interferindo diretamente nas negociações, prejudicando a solução do levante e a retomada dos trabalhos”, informa o texto do documento. Ainda segundo o registro, Reis passou a colher procurações para entrar com ações trabalhistas contra a empresa.

A reportagem do Correio procurou o escritório de advocacia onde Reis faz estágio, mas ele não foi localizado para comentar o assunto. De acordo com o relator do Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Fábio Gindler de Oliveira, a empresa deve fazer requerimento na instituição relatando o ocorrido. “Se tiver indícios de falta de ética e a comissão entender que houve conduta incompatível com a advocacia, poderá ser aplicada penalidade, que pode ser censura, suspensão e até a exclusão do profissional, advogado ou estagiário”, explicou.

A VB Transportes informou que não se pronunciaria sobre o episódio.