Publicado 10 de Agosto de 2013 - 12h47

O corpo do jovem que estava desaparecido deste o último domingo foi localizado na sexta-feira (10) praia de Maresias, Litoral Norte de São Paulo

Reprodução/ Facebook

O corpo do jovem que estava desaparecido deste o último domingo foi localizado na sexta-feira (10) praia de Maresias, Litoral Norte de São Paulo

A cantora Ana Cañas, irmã do jovem Leandro Hubig Cañas, de 24 anos, que morreu afogado após ser arrastado por uma onda, na praia da Paúba, em São Sebastião, divulgou nota à imprensa na manhã deste sábado (10) e classificou como “dor insuportável” a perda do irmão.

O corpo do jovem que estava desaparecido deste o último domingo foi localizado na sexta-feira (10) praia de Maresias, Litoral Norte de São Paulo, e deve chegar na tarde deste sábado (10) no velório de Vinhedo. O enterro está marcado para amanhã, no Cemitério Municipal da cidade.

“Era um menino maravilhoso, especial, gentil e extremamente amoroso. Todos que tiveram a sorte de conhecê-lo sabem disso”, disse Ana Cañas.

Leandro era piloto de BMX (bicicross) e visto como uma promessa do esporte. Ele cursava o 4º semestre do curso de publicidade e propaganda da Universidade Paulista (Unip), de Campinas.

Amigos usaram as redes sociais para fazer homenagens. "O céu e a terra queriam ele, mas o mar, com inveja, o tomou. Voe alto Cañas, o mais alto que puder", postou Bruno Wardzinski, que estava com Leandro no momento em que ele desapareceu.

Buscas

O atleta estava desaparecido desde o último domingo (4) quando foi arrastado por uma onda na praia de Paúba. Ele estava acompanhado dos amigos Bruno Wardzinski e Guilherme Fontes, ambos de Vinhedo, quando foram surpreendidos por uma forte correnteza. Os dois conseguiram sair da água, mas Leandro foi arrastado.

As buscas feitas pelo Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar) de São Sebastião duraram cinco dias. De acordo com o tenente Nilton Krüger, do GBMar, o corpo foi encontrado por volta do meio-dia de sexta-feira (9), e estava próximo a rochas que ficam entre as praias de Paúba e Maresias, a cerca de dois quilômetros do local onde Leandro desapareceu.

Veja nota na íntegra

"Em nome da família, agradecemos todas as homenagens e manifestações de carinho e apoio neste momento tão difícil. Leandro era um menino maravilhoso, especial, gentil e extremamente amoroso. Todos que tiveram a sorte de conhecê-lo sabem disso. As razões deste acontecimento brutal são inimagináveis e a dor, insuportável. Mas que nos braços de Deus, ele receba de volta aquilo que tanto nos deu: amor, sorrisos e paz." (Ana Cañas)