Publicado 13 de Julho de 2013 - 5h06

Andreia da Silva Leandro mostra frase pintada: Carlos Adão é sexy

Carlos Sousa Ramos/AAN

Andreia da Silva Leandro mostra frase pintada: Carlos Adão é sexy

Não há como passar por Sumaré e não notar. Por todos os cantos da cidade há o nome “Carlos Adão” pintado em muros e paredes, nas cores verde-limão e preto.

Para deixar os moradores da cidade ainda mais curiosos, algumas das pichações são de frases exibicionistas, como “Carlos Adão é sexy”, “Carlos Adão é tudo de bom” e “Carlos Adão sou eu”.

A reportagem circulou por Sumaré para desvendar o mistério. Para os moradores, a pintura não passa de uma brincadeira. “Tem por todo lugar, mas acho que é sacanagem”, diz o instrutor José Paulo Rossi, 65 anos.

A auxiliar de cozinha Andreia da Silva Leandro, 24, já viu o nome pintado até no chão. “Deve ser um homem daqueles para sair escrevendo essas coisas.”

Ataíde Gonçalves mostra o CD que ganhou de Carlos AdãoJá o comerciante Ataíde Gonçalves (foto), 62, é o único que viu Carlos Adão de perto. “É um senhor já. Há dois meses vi ele pintando do lado do meu restaurante e fui perguntar quem deu autorização”, lembra. “No fim até ganhei um CD autografado por ele.” O CD contém músicas em diversos ritmos, até funk, com o nome e a história de Carlos Adão.

Marca

O iG Paulista encontrou o exibido. Carlos Alberto Adão é um economista de 59 anos que mora em São Paulo. Ele conta que criou sua “marca” há 21 anos e afirma que já pintou seu nome mais de 160 mil vezes em 115 cidades de cinco estados diferentes.

O difícil é conseguir uma explicação de por que ele é tão fissurado no próprio nome. “Tudo começou por acaso, mas em um determinado momento pintei por mulheres, por paixão”, afirma.

“Faço por gosto. Eu me amo”, avisa. A brincadeira custa R$ 300 por mês. “Fui considerado lenda e mito pelos internautas. E de fato um dia serei”, diz.

Carlos Adão, o economista que pinta o nome por onde passa em SumaréCaso de amor

Carlos Adão (foto) conta que escolheu Sumaré para morar porque teve um caso de amor há nove anos na cidade.

Ainda na região há mais pinturas, mas em menor quantidade, em Nova Odessa.

Segundo ele, a próxima cidade a receber sua marca será Americana.